Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 16 de Abril de 2024

Sidrolandia

CMAS de Deodápolis participa de Capacitação Estadual

MS Cidades

06 de Junho de 2011 - 07:36

O Conselho Municipal de Assistência Social – CMAS através do Secretário Executivo Ednaldo Inácio de Lima esteve nos últimos dias participando da Capacitação Estadual para Secretários (as) Executivos (as) dos Conselhos Municipais.

Participaram do evento representante do CMAS de 75 municípios do Estado e contaram com a presença da Superintendente da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social – SETAS Maria Aparecida de Mello, Coordenadora de Apoio à Gestão Taciana Silvestrini e Rosemary Zucarelli Inocêncio – Analista de Finanças e Controle da CGU – Controladoria Geral da União.

Foram abordadas várias temáticas na área do CMAS (Conselho Municipal de Assistência Social), além de estimular a formação continuada dos conselheiros e reproduzir de forma clara e direta as inovações que os conselhos municipais terão que fazer para se adaptar a resolução nº. 016/2010 do Conselho Nacional de Assistência Social – CNAS. 

Para Rosemary Zucarelli – Analista de Finanças e Controle / CGU “este é um momento de muita importância no âmbito dos conselhos e principalmente quanto às suas funções na área do controle social. Conselheiros instruídos são conselheiros conscientes de suas funções e seu papel enquanto agente social de transformação de sua realidade” salienta. 

Segundo Ednaldo Inácio – Secretario Executivo Municipal do CMAS “o espaço democrático das capacitações trás aos conselheiros, novas alternativas de controle sociais, obviamente respaldadas na legislação e sendo coerente com as transformações que se fizerem necessárias em seu município. O CMAS existe para somar aos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, quanto as suas experiências e procedimentos administrativos, além de contribuir diretamente num melhor processo de democratização aos direitos e deveres dos agentes públicos e abrindo alternativas as expansões da rede socioassistencial, a quem for de direito usufruir” finaliza.