Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 14 de Junho de 2024

Sidrolandia

CNJ cobra mais atividades para reeducar menores infratores em Mato Grosso do Sul

Midia Max

09 de Agosto de 2012 - 16:14

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) realiza nesta quinta-feira (9) visitas nas Unidades Educacional de Integração (UNEI) de Campo Grande. Hoje as juízas auxiliares da presidência do CNJ, Joelci Diniz e Cristiana Cordeiro, junto com o juiz da Infância e Juventude de Campo Grande, Roberto Ferreira Filho realizam vistorias na Unei Novo Caminho, no bairro Los Angeles e estão hoje na Unei de semiliberdade Tuiuiú, localizada no bairro Silvia Regina, na região oeste de Campo Grande.

Um problema apresentado pela juíza Cristiana é em relação a Unidade do bairro Los Angeles. Segundo a representante do CNJ, o local poderia tem mais opções de lazer, ela citou como exemplo a quadra de esportes do local que poderia estar em melhor estado.

A inspeção do CNJ é realizada em vários estados, onde faz parte do programa “Justiça ao Jovem”, verificando se ouve melhorias após inspeções realizadas nas Uneis de todo o país. Em 2010, o CNJ realizou inspeção na infraestrutura e as medidas socioeducativas impostas para os menores infratores de Campo Grande.

Segundo a juíza Cristiana, um dos principais problemas analisados em Mato Grosso do Sul é a ociosidades dos jovens. O estudo nas Uneis é encaminhado ao poder executivo, legislativo e ser for o caso encaminhamos para o poder judiciário, explica os representantes do CNJ.

De acordo com o diretor das Uneis, coronel Hilton Vilassanti, já existem pontos positivos nas Uneis de MS, mas a ociosidade já vem de casa. "Hoje existe atividades escolares, esportivas e eles até estão sendo encaminhados ao trabalho, mas ainda existe necessidades de investimento nas Uneis, mas isso depende do cronograma, onde tem “prazo legal” para melhorias nas unidades, diz o diretor.

As Uneis de Corumbá e Ponta Porã já foram reformadas, e existe uma licitação criar uma Unei em Três Lagoas.

Caso de agressão na Unei Tuiuiú

Em abril houve uma tentativa de rebelião dos internos da UESL (Unidade Educacional de Semi Liberdade) Tuiuiú, onde vitimou um dos agentes encarregados de guarda dos internos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, ele ficou ferido após os jovens tentarem se rebelar, onde foi encaminhado para a Santa Casa com um braço fraturado.

O CNJ realiza vistorias em setembro nas cidades de Corumbá, Dourados e Ponta Porã. Após visita na Unei Tuiuiú, as autoridades eatarão na Unei de semiliberdade feminina, no Parque dos Poderes, às 14h na Unei Dom Bosco, na Capital.

(Matéria atualizada para acréscimo de informações às 12h15)