Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 31 de Outubro de 2020

Sidrolandia

Com fim do período eleitoral, trator é entregue após 9 meses de retenção na Prefeitura

O equipamento também estava sendo reivindicado pelos assentados do Alambari/CUT.

Flávio Paes/Região News

26 de Outubro de 2012 - 07:54

Só com a passagem do período eleitoral, a Prefeitura de Sidrolândia pôde entregar um trator que será usado de forma comunitária pelos 113 pequenos produtores do Assentamento Flórida. O trator adquirido ano passado, estava há nove meses, retido no pátio da Secretaria Municipal de Infraestrutura.

Drª. Regina Célia Rodrigues Magro, Defensora Pública, procurada pelo produtor rural Sergio Dal Moro, presidente da Associação União dos Excedentes do P.A Florida, interviu em defesa de que a prefeitura procedesse à entrega do maquinário aos produtores.

Com intuito de promover conciliação entre as partes e a solução extrajudicial do caso, a Defensora Pública manteve audiência com o prefeito Daltro Fiuza no dia 19 de outubro. Na ocasião, após tratativa, Fiuza assumiu compromisso de efetuar a entrega da patrulha mecanizada no dia 24/10.

O equipamento também estava sendo reivindicado pelos assentados do Alambari/CUT e desde maio a administração municipal vinha tentando viabilizar a compra de outro trator (além dos implementos para gradeação do solo) para contemplar as duas comunidades e assim evitar desgaste político.

Havia a expectativa de que o Governo do Estado liberasse mais uma patrulha mecanizada para atender os assentados de Sidrolândia e assim o impasse seria resolvido. Como a entrega foi adiada em função do período eleitoral, a prefeitura chegou a encomendar a revendedora em Campo Grande um trator e dois implementos (grade aradora e a distribuidora de calcário), que custariam em torno de R$ 160 mil.

Em 02 de setembro do ano passado o Ministério da Agricultura liberou R$ 97.500,00 (dinheiro alocado por emenda do deputado Vander Loubet) referente ao convênio firmado em 22 de dezembro de 2010. Este recurso somado a contrapartida do município no valor de R$ 23.307,50, garantiu a compra do equipamento.

O impasse em torno deste trator que só agora foi entregue ao Assentamento Flórida surgiu por conta de divergências políticas. Inicialmente, o deputado federal Vander Loubet (PT), autor da emenda parlamentar que viabilizou os recursos no Ministério da Agricultura, destinou o equipamento para o Flórida, por sugestão do prefeito Daltro Fiúza. 

O convênio foi assinado em dezembro de 2010 (dia 22) e o dinheiro só foi liberado quase um ano depois, no dia 2 de setembro 2011. Neste intervalo de tempo o prefeito rompeu com o PT em retaliação a atitude do vereador Jean Nazareth, que em dezembro de 2010 se aliou ao PSDB e ao PDT, se elegeu presidente da Câmara.

Diante deste novo quadro, Jean Nazareth solicitou e o deputado decidiu redirecionar o trator para o Alambari/CUT, base eleitoral do vereador petista, em detrimento do Flórida, onde quem tinha atuação política mais forte era a vereadora Rosangela Rodrigues (PMDB). A situação se radicalizou ao ponto de em abril do ano passado, na última hora a prefeitura ter desistido de entregar o trator para o Alambari/CUT porque o presidente da Associação do Flórida, Sérgio Dal Moro, não renunciou ao equipamento.

Na ocasião acabaram sendo beneficiadas apenas as Associações Dorcelina Folador (Eldorado 1) e Che-Guevara no evento prestigiado pelos autores das emendas parlamentares que viabilizaram os recursos, o senador Waldemir Moka e o ex-deputado Dagoberto Nogueira. Em protesto, o deputado Vander Loubet (PT), não participou da solenidade realizada na Praça Central.