Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 24 de Fevereiro de 2024

Sidrolandia

Com investimento de R$ 20 milhões, LAR começa construir sede na saída para Maracaju

Serão investidos R$ 20 milhões no complexo que está sendo erguido numa área às margens da MS-162, saída para Maracaju, ao lado da Bunge.

Flávio Paes/Região News

14 de Fevereiro de 2013 - 08:33

Com prazo de entrega das obras em setembro, já está em andamento a construção da estrutura administrativa, silos, armazéns e secadores da Unidade de Sidrolândia da Cooperativa Agroindustrial LAR. Serão investidos R$ 20 milhões no complexo que está sendo erguido numa área às margens da MS-162, saída para Maracaju, ao lado da Bunge.

Hoje a LAR funciona na Rua Generoso Ponce, uma área residencial no Bairro São Bento.  O complexo pertencia a Cooagri que está em processo de liquidação judicial e quando a Cooperativa Agroindustrial mudar para nova sede, toda a estrutura será vendida em leilão. O contrato de locação vence no fim do mês, mas será prorrogado até a conclusão das obras na saída para Maracaju.

Segundo o gerente da LAR, Marcos Babinski, além de equipamentos modernos para armazenagem e secagem dos grãos, a nova estrutura vai ampliar de 40 para  70 mil toneladas a capacidade de armazenagem.

O empreendimento de Sidrolândia é o segundo grande investimento da LAR em andamento no Estado. Em Bonito estão sendo investidos R$ 13 milhões na construção, balança, depósito de insumos, escritório, armazém com capacidade para 50 mil toneladas, secador para 200 toneladas por hora, com 1500 m2 de área coberta.

Área residencial

A transferência da estrutura de armazenagem e secagem de grãos da LAR para às margens da MS-162, vai melhorar a qualidade de vida de quem mora nas redondezas e sofre com o impacto da circulação de caminhões pesados,  provocando nuvens de poeira, além do resíduo de milho que dependendo da direção do vento, se espalha na vizinhança.  A cidade cresceu e acabou engolindo as estruturas de armazéns da Cooagri e da Cargil que fica no final da Rua Domingos Alves Nantes.

O tráfego pesado na Generoso Ponce praticamente destruiu o pavimento nesta rua que é a principal ligação do centro da cidade com a região das Malvinas no Bairro São Bento. O recapeamento da Generoso está previsto no projeto de revitalização dos corredores estruturais que a Prefeitura conseguiu aprovar no Ministério das Cidades.