Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 14 de Junho de 2024

Sidrolandia

Começa colheita de safrinha 67% maior com projeção de render R$ 142 mi

A comercialização deve garantir um faturamento bruto de R$ 142 milhões, 73, 17% maior que o do ano passado (que foi de R$ 82,8 milhões).

Flávio Pae/Região News

20 de Junho de 2012 - 10:23

Começa colheita de safrinha 67% maior com projeção de render R$ 142 mi
Sidrolândia começa colher safrinha 67% maior com projeção de render R$ 142 milhões - Foto: Emmileny Monteiro/Regi

Os agricultores de Sidrolândia começam a colher ainda nesta semana a safrinha de milho 2012 a melhor dos últimos três anos. Houve incremento de 34% na área plantada (de 82 mil para 110 mil hectares) e de 63% na produtividade média (que saltou de 53 para 84 sacas por hectare).

A comercialização deve garantir um faturamento bruto de R$ 142 milhões, 73, 17% maior que o do ano passado (que foi de R$ 82,8 milhões). A estimativa é de que sejam colhidas 426.176 toneladas, volume 67% maior que a do ano passado (255 mil toneladas). A cotação atual do grão (R$ 20,00 a saca de 60 quilos) é praticamente a mesma de 2011, que estava em R$ 19,50 nesta mesma época. .

Os produtores se animaram com as cotações do milho que em janeiro atingiram R$ 23,32. Ampliaram em 28 mil hectares a área plantada do município nesta safrinha. Foi o caso do agricultor Antenor Carissini que ampliou de 440 para 500 hectares sua lavoura. O tempo ajudou e a sua produtividade também cresceu, saltou de 60 para 70 sacas por hectare.

Os custos estão estabilizados, mas em compensação, está mais caro o preço do arrendamento. “Antes pagava R$ 4 mil o hectare, agora não sai por menos de R$ 8 mil”, relata. O alto custo do arrendamento foi à razão para o produtor Airton Scariot não ter ampliado sua lavoura de 180 hectares.

Está animado com as perspectiva com o faturamento da produção. A produtividade saltou de 68 para 100 sacas por hectare. O rendimento deve compensar a queda no preço da saca de milho que ele acredita deve se estabilizar em R$ 17,00, depois de chegar a R$ 25,00 no início do ano.

Números do Estado

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) Mato Grosso do Sul deve colher 4,4 milhões de toneladas, 34% superior aos 3,3 milhões de 2011. A área plantada cresceu 19% ,, passando de 952 mil hectares, para 1,1 milhão.

“Os trabalhos dos agricultores desenvolvidos em conjunto, colaboraram para o nível de fortalecimento da categoria. A união do agricultor faz a força do agronegócio,” enfatiza Almir Dalpasquale, presidente da Associação dos Produtores de Soja de MS – Aprosoja/MS.