Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 20 de Julho de 2024

Sidrolandia

Computador apreendido de Eliza Samudio

Dados do laptop podem ajudar nas investigações do desaparecimento

R7

08 de Julho de 2010 - 14:50

Uma amiga de Eliza Samudio, ex-amante do goleiro Bruno Fernandes que está desaparecida há cerca de um mês, entregou nesta quarta-feira (7) à polícia um computador portátil da jovem. De acordo com o delegado responsável pelas investigações do caso, Edson Moreira, o conteúdo do laptop será anexado ao processo e pode ajudar muito nas investigações. Um detalhe interessante é que a senha do computador é "amor e ódio".

Informações não confirmadas dão conta de que Eliza, de 25 anos, gravava as ligações telefônicas e conversas por mensagens que mantinha com jogadores de futebol famosos. Os dados não comprometeriam os atletas no caso do sumiço da jovem.

Eliza teria sido sequestrada e morta no início de junho na região metropolitana de Belo Horizonte. O goleiro do Flamengo Bruno, o amigo dele conhecido como Macarrão e outras cinco pessoas são suspeitas de envolvimento. Todos alegam inocência.

Bruno passou, nesta quarta-feira (7), sua primeira noite da Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro. Além dele, Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, também está no local. Os dois estão em celas improvisadas e separadas.

Policiais informaram à Rede Record na manhã desta quinta-feira (8) que os dois não devem ser transferidos para a Delegacia de Homicídios de Contagem (MG) antes das 15h. Os agentes explicaram que o pedido de transferência só será analisado pelo Tribunal de Justiça da capital a partir das 11h.

A delegada mineira Alessandra Wilke disse na madrugada desta quinta-feira que um avião de pequeno porte está estacionado no pátio do aeroporto Santos Dumont para levar os dois para Minas, assim que a autorização for recebida pela polícia. A aeronave seria a mesma utilizada para trazer ao Rio os policiais mineiros que participam das investigações.