Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 16 de Abril de 2024

Sidrolandia

Creas em Deodápolis capacita socioeducadores

MS Cidades

13 de Julho de 2011 - 07:25

A Prefeitura Municipal de Deodápolis, através do Centro de referência Especializado de Assistência Social (CREAS), com apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social em parceria com a Escola de Conselho, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Secretaria Estadual de Trabalho e Assistência Social, realizaram a extensão do Curso de Formação Continuada para Socioeducadores em Deodápolis.

Com o advento do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE) uma nova política pública está se materializando, com o objetivo fundamental de adotar medidas socioeducativas, que envolvem adolescentes autores de ato infracional, voltada para práticas pedagógicas de inclusão social, de ações educativas que visam à reorganização de valores e à formação da cidadania.

Através do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e a implantação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) ficou estabelecido que o atendimento aos adolescentes infratores em cumprimento de medidas socioeducativas de meio aberto (Liberdade Assistida e Prestação de Serviços à Comunidade) será de competência municipal e será realizado pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) de cada município destacou advogado Gustavo Roberto Ferreira do Couto do CREAS Ivinhema.

Estiveram participando das atividades as Assistentes Sociais Helaynne Rosienne Santana (CRAS) e Graziela Gonçalves (CREAS), juntamente com as Psicólogas Juliane Pinheiro Calvo (CRAS) e Emmeline Nunes de Camargo (CREAS) que discorreram sobre a adolescência, família, Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE) e Tipificação dos Serviços Socioassistenciais. Estiveram participando do curso, educadores das Escolas 13 de Maio, Edwirges Coelho Derzi, Escola de Porto Vilma, João Batista Pereira de Presidente Castelo e Escola Municipal Elizabete Lucena Campos, Policia Militar, Conselho Tutelar e Projeto Broto de Gente.

O trabalho envolveu toda a rede municipal e pretende envolver toda a sociedade Civil para desenvolver um trabalho de orientação e entendimento.

O prefeito Manoel Martins apoiou a iniciativa e ressaltou torna-se relevante à discussão e o aprimoramento de medidas que contemplem os direitos humanos, oportunizando a educação efetiva dos adolescentes nesta fase tão importante, finalizou o prefeito.