Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 21 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Decisão da justiça tira Délia da presidência da Câmara

Com isto, o vereador Idenor Machado (Dem), deve tomar posse já nas próximas sessões, se houver entendimento entre os vereadores.

Dourados Agora

07 de Abril de 2011 - 16:19

Por unanimidade, os desembargadores do Tribunal de Justiça decidiram negar a ação da vereadora Délia Razuk, que busca ficar dois anos como presidente da Câmara de Dourados.

Com isto, o vereador Idenor Machado (Dem), deve tomar posse já nas próximas sessões, se houver entendimento entre os vereadores.

De acordo com o procurador da Câmara, Sérgio Henrique Martins de Araújo, a decisão está em grau de recurso, portanto não é definitiva.

Com a decisão a justiça entende que o mandato de Délia Razuk seria tampão, ou seja, valeu apenas até 31 de dezembro do ano passado, cumprindo o mandado de Sidlei Alves, que renunciou. Houve uma nova eleição para a presidência, onde o vereador Idenor Machado venceu, mas não pode tomar posse depois que a justiça decidiu manter a Délia no cargo.

Na ápoca ele, Zezinho da Farmácia, que era o vice-presidente, Júnior Teixeira (1º secretário) e Aurélio Bonatto (2º secretário) foram presos, com outros cinco vereadores e a mesa diretora teve que ser renovada para dar prosseguimento aos trabalhos do legislativo.