Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 12 de Julho de 2024

Sidrolandia

Deputados apostam na TV para "empurrar" Zeca e André

De acordo com ele, a idéia da cúpula peemedebista é comparar os três anos e meio de administração de Puccinelli com os oito anos de atuação de Zeca no governo.

Campo Grande News

03 de Agosto de 2010 - 13:33

Tanto o governador André Puccinelli, candidato à reeleição, quando Zeca do PT e seus aliados, estão apostando no início do horário eleitoral gratuito para alavancar votos em Mato Grosso do Sul.

O deputado Carlos Marun (PMDB), da base de sustentação de Puccinelli, acredita que o governador poderá ampliar a vantagem sobre Zeca, atestada pelas últimas pesquisas de opinião pública.

“Acho que podemos ampliar muito essa vantagem e liquidar essa campanha no primeiro turno. Com o horário eleitoral, poderemos divulgar as ações de governo e fazer comparação com nosso adversário”, detalhou Marun.

De acordo com ele, a idéia da cúpula peemedebista é comparar os três anos e meio de administração de Puccinelli com os oito anos de atuação de Zeca no governo.

“Temos plena certeza e não temos medo de comparar, fizemos muito mais pelo Estado em três anos e meio do que eles em oito anos”, declarou.

Efeito Lula – Os deputados do PT não concordam com o colega peemedebista e apostam no horário eleitoral de rádio e TV para “virar o jogo”.

“Temos andado pelas ruas, pelos bairros, e temos sentido o clima favorável. Nos locais que tenho visitado, de 10 casas pelo menos 7 votam no Zeca”, observou Pedro Kemp.

Para ele, a campanha ainda está “morna” e o horário eleitoral ajudará as pessoas a conhecerem os candidatos e a debater temas políticos.

“Quando a campanha chegar à TV, as pessoas começarão a voltar seus olhos para as propostas, para a política”, continuou.

Para o deputado Paulo Duarte (PT), algumas pessoas ainda têm medo de dizer que votam na oposição.

Tanto ele quanto Kemp acreditam que a vinda de Lula a Mato Grosso do Sul, no dia 24 deste mês, também empurrará a campanha do PT no Estado.

“Acho que tanto a vinda do Lula quanto a propaganda eleitoral vão ter um grande peso na campanha”, disse Duarte.

Os petistas estão programando dois comícios com Lula, um em Dourados e outro em Campo Grande, além de uma caminhada. Além da agenda de campanha, ele inaugura na Capital uma obra do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

O PT também conta com a vinda da presidenciável Dilma Rousseff (PT) ao Estado para empurrar a candidatura de Zeca e seus aliados.