Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 13 de Junho de 2024

Sidrolandia

Derf prende um dos principais ladrões de malotes da Capital

A polícia informou que durante os assaltos, ele usava uma máscara do tipo cirúrgica e uma pistola.

Correio do Estado

23 de Julho de 2010 - 07:38

Acusado pela polícia de ser um dos principais responsáveis por roubo de malotes no Shopping Norte Sul, supermercado Pires do Bairro Universitário, do Prático do Bairro Aero Rancho e ao Condomínio  Jardim dos Paineiras, todos em Campo Grande (MS), foi preso no último dia 20 Paulo Fernandes de Menezes, 45 anos, que por autorização judicial havia deixado temporariamente o Presídio de Segurança Máxima a fim de fazer tratamento de saúde. Para arquitetar os roubos – segundo a polícia – ele se deslocava de avião para Londrina (PR) onde permanecia por algumas semanas e por telefone negociava e planejava os novos ataques.

A prisão foi feita por agentes da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos (Derf) que, durante as investigações, identificaram Paulo como sendo um dos autores dos crimes. A polícia informou que durante os assaltos, ele usava uma máscara do tipo cirúrgica e uma pistola.

 

ROUBOS

Paulo é acusado de ter participado do assalto ao Supermercado Pires, no Bairro Universitário, no dia 25 de abril deste ano, às 13h. O gerente foi agredido a coronhadas e a quadrilha fugiu levamdo R$ 13 mil.

Ele também foi identificado como integrante do bando que atacou o Prático do Bairro Aero Rancho. Na oportunidade, foram rendidos dois policiais militares que trabalhavam no local e que tiveram as armas também roubadas. Dois dos participantes do assalto foram presos no dia 21 de junho.

Depois dessas ocorrências, Paulo refugiou-se em Londrina de onde mantinha contatos com os comparsas em Campo Grande planejando novos assaltos. Nas investigações, os policiais receberam a informação de que o ele retornaria a Campo Grande no dia 19, semana em que participaria de outro roubo.

Uma operação policial foi feita pela Derf no dia 20, às 17h55min, na região onde Paulo estava refugiado. Ele foi preso quando se aproximava da residência em uma motocicleta semelhante à utilizada em um dos roubos a malote ocorrido recentemente na cidade. Ao receber voz de prisão, ofereceu resistência e tentou fugir mas foi imobilizado.

O acusado estava com uma pistola oxidada, modelo PT-100, de uso exclusivo da polícia. Paulo confessou aos policiais que a arma tinha sido roubada quando do ataque ao Prático do Aero Rancho. Em sua casa, foi encontrada a importância de R$ 20.600,00 proveniente do roubo do malote no Condomínio Jardim das Paineiras, ocorrido no dia 21 de julho, às 16h15min, quando juntamente com um comparsa  levou um malote com R$ 95 mil.