Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 8 de Março de 2021

Sidrolandia

Dono de restaurante chinês usava ópio como tempero para fidelizar clientes

O rapaz ficou preso por 15 dias após esse resultado, mas não conseguiu convencer a polícia de que não tinha usado substâncias ilegais

Extra-Globo

24 de Setembro de 2014 - 07:08

O dono de um restaurante na cidade de Yan'an, na China, abusou da criatividade para atrair clientes e acabou encrencado com a polícia. Ele usava o ópio como tempero na tentativa de fidelizar os consumidores, segundo a imprensa chinesa. O ingrediente ilícito foi descoberto quando o cliente Liu Juyou, de 26 anos, fez um exame de urina de rotina e teve resultado positivo para o uso de drogas, de acordo com o "Xian Evening News".

O rapaz ficou preso por 15 dias após esse resultado, mas não conseguiu convencer a polícia de que não tinha usado substâncias ilegais. Como ele não usava entorpecentes, desconfiou do restaurante onde tinha feito uma refeição pouco antes de fazer o teste. Com a suspeita, ele pediu que familiares também fossem ao restaurante e, depois de uma refeição no local, fizessem um exame. Os resultados também foram positivos, e eles chamaram a polícia, que começou a investigação, segundo o "South China Morning Post".

O dono do restaurante especializado em macarrão confessou à polícia que comprou dois quilos de botões de papoula, de onde é extraído o ópio. Ele triturou as sementes até que elas virassem um pó, que passou a ser o “ingrediente secreto” dos molhos das massas. O proprietário admitiu que a ideia de usar as sementes de papoula era a de reter a clientela.

Essas sementes costumavam ser usadas em receitas culinárias na China, mas foram proibidas, segundo o "South China Morning Post".