Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 14 de Junho de 2024

Sidrolandia

Douradenses querem um novo hospital público para resolver o problema da superlotação

Dourados News

14 de Agosto de 2012 - 15:43

Na semana passada o Conselho Regional de Medicina – CRM, visitou o Hospital da Vida de Dourados e bem como o Hospital Universitário. No primeiro o presidente do Conselho, Luís Henrique Mascarenhas Moreira, disse que os médicos fazem um “trabalho heroico”, devido às precariedades do hospital. De acordo com o presidente do conselho o necessário para o HV seria uma reforma completa, algo que já foi programada há vários anos, mas até o momento nenhuma obra começou, assim como o credenciamento do hospital junto aos órgãos federais.

Já no Hospital Universitário o Conselho confirmou o déficit de enfermeiros e médicos e a sobrecarga de trabalhos dos profissionais da saúde. O HU, que é administrado pela Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) expos recentemente que o hospital acumula R$ 1 milhão por mês de divida. Em ambos os hospitais é possível encontrar os corredores cheios de pacientes em macas, cadeiras de fio e cadeiras de rodas, tudo isso devido à falta de leitos.

De encontro com esses problemas vividos diariamente, por profissionais da saúde bem como os pacientes, o Dourados News elaborou uma enquete perguntando, se os leitores defendiam a ideia da construção de um novo hospital público na cidade.

Dos participantes mais da metade (50,43%) afirmaram que a cidade precisa de outro hospital urgentemente, já 47,02%, concluíram que Dourados não precisam de outro hospital, os que já existem são suficientes para atender a cidade e a região, onde na verdade eles precisam apenas ser bem administrados.

Apenas 2,1% afirmaram que a cidade não precisa de outro hospital público e os existentes são suficientes para atender a demanda de pacientes. Já 0,45% disseram não saber se há ou não necessidade de um novo hospital público em Dourados.

Nas propostas de governo dos quatro candidatos a prefeito de Dourados, sendo um deles médico, não há projeto para a construção de um novo hospital público.