Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 23 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Eldorado é 1ª cidade a receber as salas de aula móveis do Senai Educa

O Senai deslocou para o município 2 unidades que estão oferecendo o curso gratuito de soldador industrial

Daniel Pedra/Assessoria

17 de Setembro de 2013 - 09:40

No âmbito do Senai Educa, maior programa de formação profissional de Mato Grosso do Sul, a cidade de Eldorado é a 1ª a receber as salas de aula móveis adquiridas pelo Sistema Fiems para ampliar o acesso aos 269 cursos gratuitos de qualificação profissional oferecidas em 46 município, totalizando 67.602 vagas. Do total de 80 containers salas de aula, a cidade recebeu 2 que foram montados no Cras (Centro de Referência de Assistência Social) da Prefeitura Municipal para oferecer o curso gratuito de solda industrial nos períodos vespertino e noturno.

Segundo a gerente do CetecSenai Naviraí, Sandra Denega, que também responde pela entidade em Eldorado, está em montagem no município uma indústria sucroenergética que já possui uma grande demanda por mão de obra qualificada. “Infelizmente, não contamos ainda com uma unidade do Senai na cidade, mas, por meio desse reforço que são essas salas de aula móveis, será possível qualificar os moradores de Eldorado na quantidade necessária para atender a demanda da indústria”, avaliou.

Sandra Denega destaca que as salas de aula móveis do Senai instaladas no município também permitirão o atendimento de outras empresas da região que necessitam de profissionais qualificados. “A utilização dessa nova ferramenta de formação profissional nos possibilitou iniciar cursos gratuitos para suprir a falta de pessoas capacitadas”, pontuou.

Beneficiados

Para o aluno Cleiton Santino de Souza, 20 anos, que já é funcionário da indústria sucroenergética Rio Paraná, a chegada do Senai à cidade supre uma carência do município por locais de formação profissionais. “Resolvi fazer o curso na área que já atuou para buscar um maior aperfeiçoamento. Sou formado em manutenção de máquinas agrícolas pelo Senai e conheço a qualidade da capacitação oferecida. São cursos bem específicos onde adquirimos mais conhecimento”, destacou.

Já o aluno Edigar Kind, 35 anos, também funcionário da mesma indústria sucroenergética, cometa que o Senai realiza um papel fundamental no que se refere à qualificação profissional. “Por meio desse curso gratuito de solda, espero melhorar minha coloca na empresa e, assim, ajudar a minha família a ter uma vida mais digna. Com bom salário, tudo isso será possível”, afirmou.

Na avaliação do aluno Fernando de Almeida Rosa, 19 anos, que busca por meio do curso gratuito do Senai uma oportunidade de emprego, a chegada das salas de aula móveis faz aumentar a esperança dos moradores de Eldorado por uma qualificação profissional de qualidade. “Além de me capacitar profissionalmente, quero seguir carreira na área de soldador e esse curso do Senai será minha porta de entrada no mercado de trabalho se Deus quiser”, comentou.

Estrutura

Dos 80 containers salas de aula adquiridos para o Senai Educa, 21 têm capacidade para 40 alunos cada, enquanto 14 podem receber até 20 alunos cada, 5 vão servir de laboratórios de informática com capacidade para 16 alunos cada, outros 10 containers são multifuncionais, servindo tanto para sala de aula, quanto para laboratório, e os 30 restantes são almoxarifados. “Por meio dessa nossa nova ferramenta de qualificação, vamos criar uma base regional de mão de obra capacitada e esse estoque de profissionais vai suprir as necessidades das indústrias instaladas no Estado”, declarou o presidente da Fiems, Sérgio Longen.

Ele também destacou que os containers também vão reforçar a oferta de cursos de formação profissional do Senai nos bairros de Campo Grande onde é executada um ação em conjunto com as Associações de Moradores desde 2011. “Agora vamos melhorar as condições para o aprendizado, porque os containers são climatizados, têm acústico adequado e contam com toda a estrutura de uma sala de aula moderna”, esclareceu, completando que para a Capital foram disponibilizados 24 salas de aula móveis, 4 para cada uma das regiões Imbirussu, Lagoa, Segredo, Prosa, Bandeira e Anhanduizinho.

Para este ano, o Senai Educa ofertou 67.602 vagas e, até julho deste ano, 44.115 delas já foram preenchidas, ou seja, 65,25%, restando ainda 23.487 vagas distribuídas pelas cidades de Água Clara, Amambai, Anastácio, Angélica, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Bandeirantes, Bataguassu, Batayporã, Brasilândia, Caarapó, Campo Grande, Cassilândia, Chapadão do Sul, Corumbá, Costa Rica, Coxim, Deodápolis, Dourados, Eldorado, Glória de Dourados, Inocência, Ivinhema, Jardim, Ladário, Maracaju, Miranda, Mundo Novo, Naviraí, Nioaque, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Paranaíba, Paranhos, Ponta Porã, Ribas do Rio Pardo, Rio Brilhante, Rio Verde, Santa Rita do Pardo, São Gabriel do Oeste, Selvíria, Sidrolândia, Sonora, Terenos e Três Lagoas.