Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 12 de Julho de 2024

Sidrolandia

Eleições 2010 têm 15% mais candidatos que 2006

As eleições deste ano, em que o eleitor deve escolher presidente, governadores, senadores, deputados estaduais e federais, tem mais candidatos que em 2006.

Agora MS

07 de Julho de 2010 - 15:58

As eleições deste ano, em que o eleitor deve escolher presidente, governadores, senadores, deputados estaduais e federais, tem mais candidatos que em 2006.

De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), 20.839 candidatos estão registrados para a disputa em 2010, número 15% maior do que em 2006, quando 18.112 políticos participaram da eleição.

Os 134 milhões de eleitores que irão à urnas terão mais opções, principalmente, na área de candidatos ao cargo de deputado federal e distrital. Em 2006, 12.136 políticos podiam ser votados para estes cargos. Mas, nestas eleições, estão registrados 14.491 candidatos.

No entanto, o número de candidatos das eleições de 3 de outubro pode ser alterado devido à lei da Ficha Limpa, que, pela primeira vez, proíbe políticos condenados em segunda instância (decisão de mais de um juiz) de participar do processo eleitoral.

Mesmo assim, o STF (Supremo Tribunal Federal) e o TSE já permitiu que três políticos, com condenações por órgão colegiado de juízes, concorram nestas eleições. O senador Heráclito Fortes (DEM-PI), a deputada estadual Isaura Lemos (PTB-GO) e o ex-governador Anthony Garotinho (PR-RJ) estão legíveis novamente. Por outro lado, cerca de dez pré-candidatos tiveram negados seus pedidos para derrubar inelegibilidade imposta pela legislação.


De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), 20.839 candidatos estão registrados para a disputa em 2010, número 15% maior do que em 2006, quando 18.112 políticos participaram da eleição.

Os 134 milhões de eleitores que irão à urnas terão mais opções, principalmente, na área de candidatos ao cargo de deputado federal e distrital. Em 2006, 12.136 políticos podiam ser votados para estes cargos. Mas, nestas eleições, estão registrados 14.491 candidatos.

No entanto, o número de candidatos das eleições de 3 de outubro pode ser alterado devido à lei da Ficha Limpa, que, pela primeira vez, proíbe políticos condenados em segunda instância (decisão de mais de um juiz) de participar do processo eleitoral.

Mesmo assim, o STF (Supremo Tribunal Federal) e o TSE já permitiu que três políticos, com condenações por órgão colegiado de juízes, concorram nestas eleições. O senador Heráclito Fortes (DEM-PI), a deputada estadual Isaura Lemos (PTB-GO) e o ex-governador Anthony Garotinho (PR-RJ) estão legíveis novamente. Por outro lado, cerca de dez pré-candidatos tiveram negados seus pedidos para derrubar inelegibilidade imposta pela legislação.