Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 24 de Junho de 2024

Sidrolandia

Em visita a empresas, Zeca detalha propostas para industrializar MS

Zeca ouviu da empregada Maria Rosário Ribeiro que, durante seu governo, realizou o sonho da casa própria e teve, inclusive, o imóvel quitado totalmente.

Fátima News

26 de Julho de 2010 - 13:22

O candidato a governador de Mato Grosso do Sul, Zeca do PT, começou a segunda-feira fazendo visitas a empresas estabelecidas no núcleo industrial da região Norte de Campo Grande. Conversou com empresários e trabalhadores, falou de suas propostas para impulsionar e interiorizar a industrialização do Estado, bem como do compromisso com a desoneração das micro e pequenas empresas inscritas no Simples nacional, que em Mato Grosso do Sul são obrigadas a pagar, ainda, o ICMS, imposto já embutido na alíquota do tributo federal.

Eram 6h30 da manhã quando Zeca chegou na primeira empresa, acompanhado do candidato a senador Dagoberto Nogueira (PDT), do deputado federal Vander Loubet (PT) e do candidato a deputado estadual Paulo Pedra (PDT). Os funcionários se reuniam para a oração, antes de iniciar a jornada de trabalho. Zeca orou junto, pedindo proteção na caminhada e ajuda para realizar todos os seus projetos.

Essas indústrias se instalaram em Campo Grande graças ao programa de incentivos criado durante o governo Zeca. Progrediram e hoje empregam centenas de pessoas. “O imposto que o Estado abriu mão se transformou em empregos, em oportunidades para jovens, pais e mães, que hoje têm a garantia para sustentar suas famílias e viver com dignidade”, comentou Zeca.

A proposta do candidato é regionalizar os incentivos para impulsionar a industrialização de todo o Estado, priorizando as características locais. Paralelamente, o governo vai investir na capacitação da mão-de-obra local, para que as empresas que forem se instalar em determinada cidade empreguem os trabalhadores daquela cidade. “O PT é o partido dos trabalhadores, queremos empregos de qualidade e salários dignos para todos. Não faz sentido a economia do Estado crescer, e a vida das pessoas não melhorar junto.”

Em outra empresa, a Ecomáquinas, genuinamente estadual, que desenvolveu a tecnologia da criação de máquinas para o fabrico de tijolos ecológicos, Zeca ouviu da empregada Maria Rosário Ribeiro que, durante seu governo, realizou o sonho da casa própria e teve, inclusive, o imóvel quitado totalmente.

O candidato também reencontrou a antiga colega do movimento sindical, Márcia Pavão. Ela conheceu Zeca há 20 anos. Trabalhava em uma agência do Bamerindus e lembra que chegou lá o diretor do sindicato vestido de padre e carregando um caixão, em protesto contra as demissões feitas pelos banqueiros. Márcia disse que passou a admirar Zeca a partir daquele encontro e vota nele sempre.

Ainda pela manhã, Zeca, Dagoberto, a candidata a vice-governadora Tatiana Azambuja (PV) e a candidata a suplente de senador Gilda do PT participaram de caminhada pelas ruas do bairro Nova Bahia, região Norte de Campo Grande.