Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 28 de Novembro de 2020

Sidrolandia

Embrapa estuda bagaço de cana e capim para produzir etanol celulósico

A proposta é desenvolver um processo sustentável integrado de produção do biocombustível a partir de bagaço de cana-de-açúcar e capim-elefante.

Globo Rural

31 de Outubro de 2012 - 14:23

Estudar a produção do etanol celulósico do início ao fim é o objetivo do projeto de pesquisa liderado pela Embrapa Agroenergia.

A proposta é desenvolver um processo sustentável integrado de produção do biocombustível a partir de bagaço de cana-de-açúcar e capim-elefante.

Segundo a pesquisadora da iniciativa, Cristina Machado, a ideia é fazer desse projeto a base para uma plataforma de pesquisa sobre etanol celulósico (2ª geração - 2G) na Embrapa.

“Embora já se saiba como produzir etanol celulósico, ainda é preciso reduzir os custos de produção para que o produto chegue ao mercado, aumentando a oferta de biocombustíveis no país. Além disso, o tempo gasto em todas as etapas do processo de produção é bem maior do que o do etanol obtido do caldo da cana-de-açúcar” disse.

O projeto da Embrapa atuará em várias frentes: desenvolvimento de métodos analíticos mais rápidos e eficientes para a caracterização das matérias-primas; teste de vários métodos de pré-tratamento da biomassa, bem como de hidrólise enzimática; fermentação; destino de coprodutos e resíduos, principalmente pentoses, vinhaça e lignina; análise de pré-viabilidade econômica.

Para dar conta de todo o trabalho, boa parte da equipe de Pesquisa, Desenvolvimento & Inovação da Embrapa Agroenergia (Brasília, DF) está envolvida no projeto.

“Hoje temos uma equipe muito qualificada, que nos permite enfrentar um desafio como esse”, disse Cristina.