Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 21 de Abril de 2024

Sidrolandia

Enersul quer cobrar 627,00 para retirar poste de sustentação de cabos

Franciane Trindade/Região News

15 de Julho de 2011 - 09:22

Enersul quer cobrar 627,00 para retirar poste de sustentação de cabos
Enersul quer cobrar 627,00 de sidrolandense para retirar poste de frente sua resid - Foto: Emmileny Monteiro/Regi

A Empresa Energética de Mato Grosso do Sul S.A. (Enersul) está cobrando da senhora Ramona Ferreira de Souza, moradora da Rua Angico numero 350 no bairro Pé de Cedro em Sidrolândia, o valor de 627,00 para retirar um poste de eucalipto de sustentação de cabos da Enersul que fica em frente a sua residência.

Dona Ramona reside cerca de três meses na casa, mas o antigo dono já havia feito o pedido de retira do poste em maio deste ano, a resposta chegou para a moradora em junho, comunicando-a que para realizar o serviço a Enersul cobraria o valor de 627,00 e a retirada aconteceria depois do pagamento no prazo de 40 a 70 dias.

Essa foi à conclusão do orçamento da Enersul gerado sob o número CT-X-GST-1498/11 do dia 17/05/2011 assinado por Euclides Nogueira Junior, responsável pela Gerência de Serviços Técnicos da Enersul que a moradora recebeu em sua residência através dos correios.

Acontece que a Rua Angico no Bairro Pé de Cedro esta sendo asfaltada e Dona Ramona pretende colocar um portão em sua residência bem como fazer as calças, mas o poste dificulta essa realização, revoltado a moradora.  

Segundo relatos o caso já é antigo quando foi feita a inauguração do Residencial Pé de Cedro, o poste de eucalipto de sustentação dos cabos já estava no local, bem em frente a casa, vários moradores já fizeram reclamações, mas não obtiveram respostas.

A equipe de reportagem do Jornal Eletrônico Região News esteve na casa de Ramona, a mesma mostrou-se insatisfeita pela resposta da Enersul, e disse que se nada for feito ela vai procurar o Ministério Público em busca dos seus direitos, embora essa situação já era caso de justiça, mas Ramona quer resolver da melhor forma possível.

Segundo informações a Enersul vai fazer uma nova avaliação e no prazo de 30 dias dará a resposta, se a moradora tem que pagar ou não para retirar o poste de eucalipto colocado pela própria empresa de Energia Elétrica bem em frente a sua residência.

A Empresa Energética de Mato Grosso do Sul S.A. (Enersul) é uma concessionária de distribuição de energia elétrica para a quase totalidade do Estado do Mato Grosso do Sul, atendendo 73 dos 78 municípios, em uma área de 329.507 km². Desde o meio de 2008 pertence ao Grupo Rede.