Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 22 de Maio de 2024

Sidrolandia

Estado lança ações de apoio à pecuária pantaneira em MS

A solenidade contempla a assinatura de Termo de Cooperação sobre linha especial de crédito rural

Notícias MS

14 de Abril de 2010 - 16:39

O governo do Estado, o Banco do Brasil e instituições parceiras firmam nesta quinta-feira (15) uma parceria em que ações de apoio passam a vigorar em atendimento aos produtores rurais da planície pantaneira que demandem por remover os bovinos das regiões inundáveis do Pantanal Sul-Mato-Grossense. A solenidade contempla a assinatura de Termo de Cooperação sobre linha especial de crédito rural. O evento acontece às 10 horas na Governadoria.

          A pecuária bovina de corte se constitui na principal exploração econômica do Pantanal, sendo tradicional o sistema de cria de animais, que posteriormente são encaminhados para o planalto, com vistas ao seu completo desenvolvimento e abate. De acordo com o ciclo de cheias e secas, o rebanho é movimentado para as partes mais altas da região no período das enchentes e retorna após o escoamento das águas. “Nossa preocupação é que a movimentação desses animais ocorra de forma ordenada, contudo, além de tempo hábil, o produtor também precisa custear esse processo, que não é barato”, atenta a secretária da pasta de produção, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias (Seprotur), que participa do ato nesta quinta-feira.

 

          Nesse sentido, a parceria com o Banco do Brasil para a execução de um programa de apoio financeiro para remoção e comercialização de bovinos de corte do Pantanal Sul, em caráter emergencial, vem como alento. “É mais uma opção de financiamento para o produtor sul-mato-grossense, principalmente para o pecuarista pantaneiro que a partir de agora vai poder contar com o apoio financeiro para negociar seus animais e melhorar a capacidade produtiva de sua propriedade”, destaca o superintendente estadual do Banco do Brasil, Marcos Ricardo Lot, que assina amanhã om o governador André Puccinelli o protocolo de intenções.   

 

          Dado ao expressivo rebanho bovino que ocupa a região do Pantanal, Corumbá é o município com o maior número de cabeças de bovinos do País – integralmente localizado dentro do Pantanal Sul – com aproximadamente 2 milhões de animais comercializando, anualmente, 400 mil, compreendendo as categorias de bezerros desmamados, novilhos, animais de descarte e acabados.

 

          A preocupação da Secretaria – e que é a mesma dos pecuaristas daquela região – é com o incremento do fluxo de bovinos oriundos daquela região, tanto para comercialização como para utilização de pastagens temporárias não sujeitas a inundações com posterior retorno às suas áreas de origem. “Tal fato se justifica em virtude das intensas precipitações ocorridas desde o período de primavera de 2009 e até recentemente, nas regiões das nascentes e nos cursos médios dos rios que drenam para a planície”, frisa o pecuarista pantaneiro Fábio Zamec, que tem acompanhado e monitorado anualmente as precipitações e o volume de água nos rios da região.

 

          São parceiros desta iniciativa a Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), Associação dos Produtores (Acrissul), prefeituras municipais da região pantaneira, entre outras.

 

             Serviço

 

          O ato de lançamento das ações de apoio e assinatura de Termo de Cooperação acontece a partir das 10 horas desta quinta-feira, dia 15, na Governadoria – localizada no Parque do Poderes, bloco 8. O evento é aberto ao público. Maiores informações pelo telefone (67) 3318-5029.