Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 23 de Junho de 2024

Sidrolandia

Estrutura vai tentar amenizar baixa umidade no desfile cívico

O objetivo é amenizar os efeitos da baixa umidade relativa do ar, com distribuição de água e agilidade na assistência de pessoas tiverem algum tipo de indisposição.

Correio do Estado

26 de Agosto de 2010 - 09:12

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Coordenadoria de Defesa Civil e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) já organizou a estrutura que dará suporte ao desfile cívico em comemoração aos 111 anos da Capital, a ser realizado a partir das 8 hs desta quinta-feira na rua 14 de Julho. O objetivo é amenizar os efeitos da baixa umidade relativa do ar, com distribuição de água e agilidade na assistência de pessoas tiverem algum tipo de indisposição.

Próximo ao palanque das autoridades, será montado o principal posto de atendimento com equipes da Defesa Civil e da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau). A unidade de atendimento estará equipada com seis leitos para acomodar as pessoas que passarem mal e necessitarem de alguns momentos de repouso, principalmente idosos. Este também será um ponto de encaminhamento de crianças que se perderem de seus responsáveis.

Ao longo da rua 14 de Julho, entre a avenida Mato Grosso e a rua Barão do Rio Branco, haverá cisternas com água para o público e profissionais que estiverem trabalhando, que também disporão de água em copinhos. Neste mesmo trecho, voluntários da Defesa Civil estarão com pranchas rígidas com macas para encaminhar, com agilidade, ao posto de atendimento algum caso de desmaio ou mal súbito.

A comunicação será um dos pontos chave do trabalho da Defesa Civil. Para tanto, distribuirá voluntários, ao longo da via, munidos de rádios transmissores no meio do público para chamar o pessoal que estiver no posto de atendimento para, se necessário, transportar pessoas que passarem mal.

                A expectativa é de que, com esta estrutura, o público, as autoridades e os profissionais que estiverem trabalhando tenham o mínimo de conforto para assistir (público e autoridades) e viabilizar que tudo corra bem durante o desfile. "Este é um momento em que escolas e entidades apresentam os seus presentes para a cidade. Elas se prepararam durante todo o ano e não podíamos deixar de nos organizar para que tudo transcorra da melhor maneira possível", argumentou o prefeito Nelsinho Trad.