Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 25 de Julho de 2024

Sidrolandia

Famasul quer melhorar relação entre produtor e indústria

Midia max

11 de Setembro de 2012 - 16:22

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), Eduardo Riedel, participa nesta quarta-feira (12) da Conferência Internacional de Confinadores. O Interconf 2012 acontece em Goiânia, de 11 a 13 de setembro, e tem a previsão de reunir cerca de 1,5 mil participantes do mundo todo em torno dos principais temas relacionados à cadeia produtiva do confinamento de bovinos.

Riedel fará palestra sobre o tema “O que o produtor precisa da indústria”, traçando um panorama da cadeia da carne e apontando caminhos para melhorar o fluxo entre seus elos, uma proposição já trabalhada pela instituição em âmbito estadual. “É preciso consolidar a relação comercial, bem como mais diálogo e maior transparência nas negociações”, resume.

Na abordagem do tema entram itens como o que a pecuária pode aprender com outras cadeias, como a da cana e do leite, por exemplo. Também compõem a apresentação a proposição de uma agenda positiva para a pecuária de corte a partir da abertura de novos mercados, do investimento em novas tecnologias, da criação de um fundo financiador e da consolidação da Plataforma de Gestão Agropecuária (PGA), uma iniciativa da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) para dar maior controle sobre a movimentação dos rebanhos do País.

Com o tema “Processos desencadeiam processos”, a Interconf 2012 vai enfocar os procedimentos realizados “dentro da porteira” tais como manejo, nutrição e reprodução, bem como os processos posteriores realizados pela indústria frigorífica e pelo varejo, até que a carne chegue aos consumidores. O objetivo do evento é abordar as relações entre os elos das cadeias a partir da fragilidade gerada pela interdependência, em especial a formada pelo produtor/frigorífico.

Em dois dias de debate, o evento será formado por três grandes painéis com os temas ‘O setor frigorífico e produtivo no Brasil e no mundo’, ‘O mercado consumidor de carne no Brasil e no mundo’ e as ‘Relações Produtor/Frigorífico’. Ao final haverá uma mesa redonda final, um encontro entre produtor, frigorífico e varejo da carne.