Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 29 de Maio de 2024

Sidrolandia

Ficha Limpa já tirou 19 candidatos de maneira definitiva

Eles renunciaram para escapar do risco de ver suas candidaturas cassadas por conta da Lei da Ficha Limpa

Folha On-line

13 de Agosto de 2010 - 08:41

A Lei da Ficha Limpa já excluiu 19 candidatos de maneira definitiva da disputa eleitoral, segundo o site "Congresso em Foco".

Os políticos que renunciaram à candidatura após impugnação do MPE (Ministério Público Eleitoral) ou que tiveram suas inscrições canceladas pelos partidos antes de serem analisadas pela Justiça Eleitoral não têm possibilidade de recurso.

Figuram na lista o ex-deputado distrital Júnior Brunelli, flagrado na "oração da propina" no mensalão do DEM, e Alceni Guerra (DEM-PR), ex-ministro da Saúde no governo Collor. Eles renunciaram para escapar do risco de ver suas candidaturas cassadas por conta da Lei da Ficha Limpa.

Alceni possui condenação por improbidade administrativa e teve suas contas rejeitadas quando esteve à frente da Prefeitura de Pato Branco (427 km de Curitiba).

No dia 16 de julho, o PSC havia informado que Brunelli tinha sido expulso do partido por improbidade e por tentar registrar sua candidatura sem permissão da legenda.

Além dos 19 que estão fora da eleição, outros 169 candidatos correm o risco de não permanecer na corrida eleitoral.

O total de 188 candidatos barrados --indeferidos, renúncias e cancelamentos-- representa 39% das 482 contestações feitas pelo MPE com base na Lei da Ficha Limpa.

Os números, entretanto, devem aumentar, pois São Paulo começou a julgar o registro de mais de 3.000 candidatos só na semana passada.

O levantamento do "Congresso em Foco" teve como base a lista de impugnações feitas pelo Ministério Público nos Estados e no Distrito Federal e a situação processual de cada candidato no sistema Divulga, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).