Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 24 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Funced comemora a liberação de estádio para o 7 de Dourados

Waldemar Gonçalves - Russo

12 de Março de 2011 - 07:57

Depois de tanto imbróglio em torno da liberação ou não do estádio Fredi Saldivar, o “Douradão” para o Campeonato Estadual de futebol profissional deste ano, a FUNCED (Fundação Cultural e de Esportes de Dourados) hoje sob a direção e presidência do jornalista e radialista José Antônio Coca do Nascimento, somente tem de comemorar.

Com obras de adequações exigidas pelo MPE (Ministério Público Estadual) baseadas no Estatuto do Torcedor, a prefeitura teve menos de 90 dias para cumprir todas elas, no entanto, após um esforço coletivo que envolveu a então prefeita interina Délia Razuk (PMDB) e do prefeito eleito Murilo Zauith (DEM) eleito pelo povo, mais engenheiros; mestres de obras; pedreiros; pintores; soldadores; serventes entre outros que participaram ativamente nos trabalhos de adequações exigidas pelos promotores de Justiças até às 23 horas, finalmente o estádio poderá ser reaberto nesta noite de sábado para receber o 1º jogo da rodada do Campeonato Estadual entre o 7 de Dourados e o Itaporã Futebol Clube da cidade do mesmo nome.

Para Antônio Coca, o momento é sim de se comemorar a reabertura do maior estádio do interior de Mato Grosso do Sul, e isso seria verdade, tanto que ele teve de ir três vezes em Campo Grande, para encaminhar as documentações das conclusões das melhorias que foram feitas ao longo deste 90 dias, como implantações dos corre-mãos; no sistema hidráulicos e elétricos; pinturas; adequações nas cabines das emissoras de rádios e de televisões, entre outras benfeitorias.

O diretor/presidente da FUNCED lembra que ao longo deste trabalho visando às melhorias no estádio, tanto a ex-administração municipal como a atual sob o comando de Murilo Zauith, contou com os esforços do desportista e publicitário Laerte Ramos da Rosa, que procurou dentro das exigências solicitadas pelo MPE buscar soluções para os problemas a serem solucionados para que o 7 de Dourados pudesse trazer seus jogos para o “Douradão” e com isso fortalecer o futebol profissional douradense. “Todos os esforços foram feitos por parte da prefeitura através da FUNCED visando adequar o estádio. Nós só temos que comemorar esta façanha, pois não é nada fácil atender as reivindicações dos Bombeiros; dos promotores de Justiças; do Instituto de Meio Ambiente; da Polícia Militar, enfim, às exigências que o novo Estatuto dos Torcedores cobram, e graças a uma somatórias de esforços, finalmente o estádio será reaberto amanhã para os torcedores douradenses. A nossa parte fizemos, resta agora a torcida comparecer em peso no estádio e claro, a equipe do 7 de Setembro retribuir toda esta luta que as mais de 60 pessoas tiveram para colocar o estádio em condições de jogo para o campeonato” disse Antônio Coca a reportagem após retornar da última viagem que fez até Campo Grande para apresentar a Procuradoria de Defesa do Consumidor, os laudos conclusivos para que o estádio pudesse ter seus portões abertos no jogo deste sábado e também para o restante do campeonato.

Para o jogo entre o 7 de Dourados e Itaporã estão liberados 8 mil lugares entre cadeiras e arquibancadas cobertas e descobertas, e o preço do ingresso foi fixado em 20 reais para as cadeiras e 10 reais para as arquibancadas,adiantou a diretoria do “tricolor douradense” à imprensa.