Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 25 de Janeiro de 2022

Sidrolandia

Funcionários de lotéricas e despachantes querem 15% de reajuste salarial

Esse percentual, segundo o líder sindical Estevão Rocha dos Santos, cobre as perdas para a inflação nesses 12 meses e dá um ganho real para os profissionais

Assessoria

18 de Outubro de 2013 - 16:28

Os empregados em agencias lotéricas, despachantes e prestadoras de serviços de Mato Grosso do Sul querem 15% de reajuste salarial para vigorar a partir de 1º de novembro, data base das categorias. Esse percentual, segundo o líder sindical Estevão Rocha dos Santos, cobre as perdas para a inflação nesses 12 meses e dá um ganho real para os profissionais.

O Seaac/MS (Sindicato dos Empregados de Agentes Autônomos do Comércio e em Empresas de Assessoramento, Auditoria, Perícias, Informações e Pesquisas de Empresas de Serviços Contábeis de Mato Grosso do Sul), entidade que representa essas categorias profissionais (lotéricos, despachantes, representantes comerciais, serviços contábeis, informações e pesquisas, assessoramento e factoring) encaminhou a pauta de reinvindicação aos respectivos sindicatos patronais para negociação, informa Estevão Rocha, presidente da entidade.

“Esse percentual que estamos reivindicando é justo, pois além de cobrir as perdas inflacionárias ocorridas nesses últimos 12 meses, ainda estabelece um ganho real necessário”, explicou o sindicalista que é diretor da Força Sindical e diretor da Federação dos Trabalhadores no Comércio e Serviços de Mato Grosso do Sul – Fetracom/MS.

Os pedidos de reajustes foram encaminhados pelo Seaac/MS às seguintes entidades patronais: SESCOM/MS (CCT Serviços Contábeis / Informações e Pesquisas / Assessoramento); SINDESP MS (despachantes); FECOMERCIO/MS (Comissarios, consignatários e locatários); SINAL/MS (lotéricos); SINFAC (factoring); SINRECON MS (representantes comerciais).