Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 26 de Fevereiro de 2021

Sidrolandia

Glória de Dourados: Prefeito e vereadores são condenados por improbidade

Eles terão suspensos os direitos políticos por sete anos, além de pagarem multa no valor de R$ 15 mil cada

Midiamax

30 de Setembro de 2014 - 10:33

O juiz Juliano Duailibi Baungart condenou de uma só vez por improbidade administrativa, o prefeito de Glória de Dourados, Arceno Athas Jpunior (Pros), e os vereadores Aribaldo Bispo dos Santos e Edgar Yamato, além do presidente da Câmara, Walid Aidamus Rasslan (PMDB). Segundo o site, eles terão suspensos os direitos políticos por sete anos, além de pagarem multa no valor de R$ 15 mil cada.

Os quatro estão no meio de uma lista de 13 réus que inclui também os ex-parlamentares do município Eugênio Correia Malvas, Fausto José de Souza, José Jozino de Souza Júnior, Laerte Santana da Silva, Pedro Roberto de Oliveira e Luiz Carlos Ferreira condenados pela mesma prática.

Ainda conforme o site, o nome deles consta na página de Legislaturas do portal da Casa de Leis do município.

Após a decisão do juiz, o vice-prefeito Geraldo Denadai deve assumir a Prefeitura Municipal de Glória de Dourados. As empresas Rasslan e Cia Ltda-ME, H.C Ernandes Confeccções EPP e Claudia Tomoko Konno-ME também aparecem na decisão judicial por terem se beneficiado da prática de improbidade administrativa e foram multadas em R$ 20 mil, R$ 30 e R$ 10 mil, respectivamente.

A sentença de julgamento parcial foi publicada no Diário Oficial da Justiça dessa segunda-feira (29), depois que o MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) entrou com uma Ação Civil de Improbidade Administrativa-Dano Erário.