Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 16 de Abril de 2024

Sidrolandia

Governador autorizou construção de pontes em 24 municípios

O coordenador da Bancada Federal, deputado Geraldo Resende (PMDB-MS) participou da cerimônia de assinatura das ordens de serviço.

Assessoria de Imprensa

05 de Julho de 2011 - 16:54

O governador André Puccinelli autorizou, nesta terça-feira, em solenidade no auditório da Governadoria, o início da construção de novas pontes de concreto nas regiões onde as travessias de madeira foram destruídas ou danificadas por enxurradas e inundações.

Com investimento de R$ 30 milhões do Ministério da Integração reivindicados pelo governo e a Bancada Federal, o governo vai construir 37 pontes de concreto armado, no total de 1.688 metros. O coordenador da Bancada Federal, deputado Geraldo Resende (PMDB-MS) participou da cerimônia de assinatura das ordens de serviço.

As obras beneficiam diretamente as populações residentes e quem trafega pelas regiões dos seguintes municípios e distritos: Anastácio, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Bandeirantes, Caarapó, Chapadão do Sul, Costa Rica, Coxim, Dois Irmãos do Buriti, Fátima do Sul, Figueirão, Guia Lopes da Laguna, Jaraguari, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã, Porto Murtinho, Ribas do Rio Pardo, Rio Verde de Mato Grosso, Rochedo, Santa Rita do Pardo, São Gabriel do Oeste, Sidrolândia, Terenos, e o distrito de Paraíso das Águas.

PREFEITURAS

No mês de março a Bancada Federal também solicitou liberação de recursos diretamente às prefeituras para atender municípios atingidos pelas chuvas que caíram entre outubro do ano passado e fevereiro deste ano. No fim de maio o governo emitiu ordens bancárias para o pagamento de R$ 5 milhões, além dos R$ 30 milhões repassados ao governo do Estado.

Os recursos foram creditados nas contas das Prefeituras de Alcinópolis – R$ 150 mil; Anastácio – R$ 400 mil; Aquidauana – R$ 500 mil; Bandeirantes – R$ 160 mil; Chapadão do Sul – R$ 180 mil; Corguinho – R$ 140 mil; Coxim – R$ 300 mil; Dois Irmãos do Buriti – R$ 300 mil; Figueirão – R$ 160 mil; Ivinhema – R$ 190 mil; Maracaju – R$ 190 mil; Miranda – R$ 320 mil; Nioaque – R$ 190 mil; Nova Alvorada do Sul – R$ 160 mil; Paranaíba – R$ 340 mil; Ribas do Rio Pardo – R$ 220 mil; Rio Verde – R$ 240 mil; Rochedo – R$ 140 mil; Santa Rita do Pardo – R$ 150 mil; São Gabriel do Oeste – R$ 200 mil; Terenos – R$ 180 mil; e Sidrolândia – 190 mil.