Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 24 de Fevereiro de 2024

Sidrolandia

Governo do Estado abre sindicância para verificar situação dos frigoríficos em MS

O anúncio foi dado pela titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo (Seprotur), Tereza Cristina Corrêa da Costa.

Redação

11 de Março de 2013 - 15:42

Após a reportagem apresentada pelo Fantástico na noite de ontem (10) sobre as condições dos abatedouros de bovinos no Brasil, o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul anunciou hoje (11) que abrirá sindicância para verificar as condições dos frigoríficos em todo o Estado. O anúncio foi dado pela titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo (Seprotur), Tereza Cristina Corrêa da Costa.

Em Mato Grosso do Sul atualmente 16 frigoríficos têm Serviço de Inspeção Estadual (SIE), e segundo a diretora-presidente da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), Maria Cristina Carrijo, em auditoria realizada no último mês de fevereiro quatro estabelecimentos foram fechados nos municípios de Pedro Gomes, Rochedo, Naviraí e Eldorado. “Quando há constatação de irregularidades em abatedouros e frigoríficos há um trâmite a ser seguido e eles têm um período para regularizar a situação, geralmente é feito um termo de ajuste de conduta. Quando não ocorre o cumprimento do acordo, o estabelecimento é fechado. No caso do frigorífico de Eldorado, já estava em trâmite o fechamento dele, o que foi feito na sexta-feira (8). Já o de Maracaju tem Serviço de Inspeção Municipal (SIM)”, explicou Maria Cristina.

Ainda segundo a diretora-presidente, durante as auditorias muitos itens devem ser contemplados para o funcionamento, mas boa higiene e local adequado para conservação e condicionamento são fundamentais. “As questões tratadas durante uma auditoria vão desde o código de defesa do consumidor às leis federais”, disse.

A sindicância anunciada por Tereza Cristina Corrêa da Costa deverá aprofundar, entre outros, a denúncia do frigorífico de Amambai, que passou por vistoria em fevereiro e estaria ainda realizando ajustes. “Também iremos apurar a responsabilidade do veterinário, aprofundar as informações contidas nos relatórios da auditoria e prosseguir com a fiscalização”, finalizou.