Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 8 de Março de 2021

Sidrolandia

Guindaste continua a puxar barco naufragado no rio Paraguai em MS

A Polícia Nacional do Paraguai acompanha o trabalho e parentes acreditam que ainda há vítimas dentro da embarcação

G1 MS

30 de Setembro de 2014 - 14:29

Um guindaste continua na manhã desta terça-feira a puxar do fundo do rio Paraguai a embarcação “Sonho do Pantanal”, que naufragou na quarta-feira passada (24), na região entre Porto Murtinho, no Brasil e a colônia Carmelo Peralta, no Paraguai.

A operação que envolve ainda barcos menores e cabos de aço está sendo coordenada por familiares do dono da embarcação, que é uma das três pessoas que permanecem desaparecidas após o naufrágio da embarcação.

A Polícia Nacional do Paraguai acompanha o trabalho e parentes acreditam que ainda há vítimas dentro da embarcação.

Após ser arrastado para as margens do rio no Paraguai, mergulhadores da marinha paraguaia devem fazer as buscas dentro da embarcação. A retirada do barco de dentro da água só pode ser feita pela Armada do Paraguai, que pediu ajuda ao governo brasileiro para a operação.

Enquanto a operação no barco prossegue, o Corpo de Bombeiros e a Marinha do Brasil retomaram às 6h desta terça-feira as buscas aos desaparecidos na superfície do rio e nas áreas próximas.

A embarcação afundou no dia 24 de setembro no Rio Paraguai com 26 pessoas a bordo. Desses, 12 conseguiram escapar, 11 corpos já foram encontrados e três continuam desaparecidos. Desde domingo (28), as autoridades brasileiras suspenderam as buscas com mergulhadores na embarcação por causa dos riscos que ação oferecia. O trabalho de busca está sendo realizado apenas na superfície do rio.

Materiais encontrados

Na delegacia de Polícia Civil de Porto Murtinho estão sendo reunidos os objetos que foram resgatados pelos mergulhadores brasileiros. No local estão roupas, mochilas, objetos pessoais e até uma máquina fotográfica de uma das vítimas.

O naufrágio

O naufrágio do barco-hotel aconteceu na tarde de quarta-feira (24), quando os turistas retornavam do último dia de pesca. A poucos minutos de atracar, a aproximadamente 100 metros do cais, a embarcação foi atingida por um tornado e virou.

O acidente ocorreu por volta das 17h30 (de MS), quando ventos chegaram a 93 km por hora no município. Este é o segundo naufrágio em dois dias no rio Paraguai em Mato Grosso do Sul. Na terça-feira (23), uma embarcação da Armada Oficial Boliviana naufragou com 29 pessoas a bordo. Dois corpos foram encontrados.