Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 23 de Julho de 2021

Sidrolandia

Incra/MS não vai mais comprar fazendas sob estudo antropológico

A decisão do Incra foi comunicada ao Procurador da República, Marco Antonio Delfino de Almeida

Assessoria

02 de Março de 2011 - 14:44

O Incra não vai mais adquirir as fazendas Paquetá, Cedro e Dom Arlindo. O motivo foi a desistência do proprietário em vender áreas para a autarquia. Além disso, as terras pretendidas pelos sem-terra encontram-se sob estudos da Funai, responsável pelos os estudos antropológicos que definirão as áreas que deverão ser entregues aos indígenas no Mato Grosso do Sul.

A decisão do Incra foi comunicada ao Procurador da República, Marco Antonio Delfino de Almeida. A superintendência do  Incra também comunicou aos movimentos sociais interessados na aquisição das referidas terras.

Cestas de alimentos

No final de novembro de 2010, o Incra realizou simultaneamente a entrega de quatro etapas de cestas de alimentos no acampamento Trevo, no município de Ponta Porã. Só não receberam os alimentos as famílias que não constavam do cadastro realizado pelo Incra em conformidade com as exigências do Ministério Público, ou seja indícios de efetiva presença das famílias no local e estado de insegurança alimentar.