Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 21 de Abril de 2024

Sidrolandia

Jean anuncia candidatura a prefeito e defende Daltro das críticas de Enelvo

Ele saiu em defesa da atual administração das críticas de Enelvo, que ao receber o apoio do PSL acusou Daltro de fazer uma gestão sem planejamento

Flávio Paes e Marcos Tomé

17 de Julho de 2011 - 19:58

O presidente da Câmara Municipal, Jean Nazareth, quer ser o candidato das forças políticas aliadas ao prefeito Daltro Fiúza (PMDB) para enfrentar o ex-prefeito Enelvo Felini nas eleições de 2012. A disposição de entrar na corrida sucessória, primeiro obtendo o apoio do seu  partido, o PT, que tem outro pré-candidato, o secretário Márcio Marqueti foi anunciada pelo próprio Jean.

Ele  saiu em defesa da atual administração das críticas de Enelvo, que ao receber o apoio do PSL acusou Daltro de fazer uma gestão sem planejamento e deliberadamente não recuperar o pavimento, nem construir meio-fio nas ruas asfaltadas quando era prefeito.

“Eu faço parte desta administração, primeiro como funcionário entre 2005 e 2008. Eleito vereador integrei à base aliada  e na presidência da Câmara, continuo participando, não poderia me calar diante de tais declarações do ex-prefeito na imprensa”, afirma.

Jean está convencido de que na comparação entre os dois gestores, Enelvo só leva vantagem num quesito sobre Daltro: o da autopromoção pessoal. Na opinião do presidente da Câmara o ex-prefeito sempre fez muito bem, foi “seu marketing pessoal, adotando aquela filosofia das celebridades, do cada sorriso é um flash”.

Já o atual prefeito, tem outro perfil, avalia o presidente da Câmara, aprovado  pela população que  o elegeu quatro vezes para o cargo. Jean afirmou a reportagem que Daltro acredita que a melhor propaganda é o julgamento popular.

Foto: Marcos Tomé/Região News

Jean

Jean anuncia candidatura a prefeito e defende Daltro das críticas de Enelvo

“Ele prefere gastar dinheiro com projetos e obras que atendam a população. Já o ex-prefeito sempre entendeu que a propaganda é  a alma do negócio. Tanto que na época em que administrava a cidade qualquer motivo era pretexto para fazer marketing.  Até instalação de orelhão, plantio de grama e pingo de ouro no canteiro central das avenidas Dorvalino dos Santos e Antero Lemes,  era pretexto para convocar à imprensa e fazer o registro, contratar foguetório e no dia seguinte instalar um outdoor na entrada da cidade para comemorar o feito”.

Jean complementa:  “Acho que é uma questão de estilo, de personalidade, não entro no mérito, sobre quem tem razão, o melhor juiz, com certeza, é a opinião pública”, comentou o presidente da Câmara. Jean, que se elegeu presidente do Legislativo com o apoio do PSDB, garante que a eleição da Mesa Diretora, quando derrotou a candidata do prefeito, vereadora Roberta,  foi “um episódio político isolado já superado”.

“Não se pode esquecer que o Legislativo e Executivo são poderes autônomos, independentes. Passada a eleição é fundamental que atuem de forma colaborativa em favor da cidade.  A escolha dos gestores do Legislativo é uma prerrogativa só dos vereadores”.  Segundo ele, se enganou quem interpretou “este  episódio” como rompimento político e aproximação com o ex-prefeito Enelvo.

“Eu nunca briguei com o prefeito. Eu o respeito por sua liderança política, mas, sobretudo, pela capacidade administrava comprovada e aprovada. Fica difícil imaginar como seria Sidrolândia sem as obras que tem a assinatura do Daltro”, finaliza.