Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 19 de Junho de 2024

Sidrolandia

Jean enaltece Tetila por emenda que garantiu equipamentos para Saúde

O deputado destinou através de emenda parlamentar desde que assumiu cadeira na Assembleia Legislativa, cerca de R$ 70 mil para Sidrolândia.

Marcos Tomé/Região News

15 de Junho de 2012 - 07:52

O vereador e presidente da Câmara Municipal de Sidrolândia, Jean Nazareth do PT, enalteceu o trabalho do deputado estadual Laerte Tetila por ter garantido ao município, recursos para compra de equipamentos para a saúde. O deputado destinou através de emenda parlamentar desde que assumiu cadeira na Assembleia Legislativa, cerca de R$ 70 mil para Sidrolândia.

Em novembro de 2011, Tetila destinou R$ 20 mil que foi suplementado para R$ 50 mil e redirecionada. Ao invés de se somar a outras três emendas (de Bernal, Kemp e Almi) para a compra de uma UTI Móvel, os recursos foram destinados à compra de equipamentos para a unidade básica de saúde.

O deputado afirmou a reportagem do regiaonews que vê em Sidrolândia um município onde o PT tem grande potencial de voto, fato comprovado nas eleições de governo em 2010, onde o ex-governador Zeca do PT ganhou as eleições do atual governador André Puccinelli do PMDB.

“Ao menos de duas a três vezes por semana tenho passado por este município. É meu trajeto quando venho de Dourados para os compromissos na Capital”, comenta. Simpático, Tetila reafirma seu compromisso e comprometimento com os interesses do município.

“Meu gabinete esta a disposição dos sidrolandenses. Tenho uma relação muito boa com o gabinete do vereador Jean, pessoa que tem meu carinho e respeito. Este jovem tem um futuro politico extraordinário, faz-me lembrar da época em que comecei na politica”, comenta o deputado no gabinete do vereador.

Quando questionado sobre o atual momento político em que vive o partido na cidade com o impasse entre as lideranças que se dividem internamente por candidatura própria e o apoio ao ex-prefeito Enelvo Felino do PSDB, Tetila foi cauteloso e limitou-se em dizer que divergências há em todos os partidos, com o PT, não é diferente.

“Esta provado que o Partido dos Trabalhadores em Sidrolândia, por ser um município atípico onde cerca de 1% dos assentamentos do país estão aqui, creio que os companheiros teriam que a dialogar mais sobre uma possível candidatura própria, mas, respeito a decisão da maioria”, limitou-se.