Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 29 de Maio de 2024

Sidrolandia

Kaká revela que sofreu infiltração para ajudar a seleção brasileira na Copa

Meia Real Madrid diz que sofreu infiltração para aliviar as dores e poder jogar a Copa de 2010, mas nega que tenha colocado a carreira em risco, como disse médico que o operou

Abril.com

13 de Agosto de 2010 - 10:06

O meia-atacante Kaká fez uma revelação que aumenta a polêmica sobre a lesão sofrida no joelho esquerdo. Ele declarou, em entrevista ao jornal espanhol "Marca", que sofreu infiltrações para poder jogar pela seleção brasileira na Copa do Mundo de 2010. O meia tomou injeções com analgésicos para aliviar as dores.

"Joguei infiltrado para ajudar o
Real Madrid e a minha seleção", afirmou Kaká, que diz que ainda sonha em ser o jogador que encantava o mundo há dois ou três anos. "Sofro porque não pude demonstrar quem é Kaká. "

Leia mais notícias de Esportes no Abril.com

Kaká ainda encerrou a polêmica sobre a gravidade de sua lesão. Segundo o médico Marc Martens, que o operou, o meio-campista colocou em risco sua carreira por ter jogado a Copa do Mundo no sacrifício.

Mas o brasileiro descartou que tenha agravado a contusão. "Não sou um irresponsável, não pus minha carreira em perigo", disse. "Agora, vou devolver aos torcedores todo o carinho que tenho recebido."

Kaká foi operado na semana passada por causa da ruptura do menisco do joelho esquerdo, que afetou a cartilagem. Ele ficará quatro semanas afastado dos gramados para a recuperação.

Segundo o médico que o operou,
Kaká não poderia ter jogado os dois últimos jogos do Mundial, contra Chile e Holanda, por causa das dores que vinha sentindo. O médico da seleção brasileira, José Luiz Runco, rebateu e falou que não houve negligência, que sabia das dores, mas que não o colocaria em campo se a carreira dele estivesse em risco.