Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 11 de Agosto de 2022

Sidrolandia

Locais de velório de pastores e crianças são definidos após liberação

O pastor e os filhos serão velados em Campo Grande, já o corpo da pastora está a caminho de Três Lagoas

Campo Grande News

04 de Outubro de 2015 - 18:40

Os corpos do pastor Wanderson Duarte de 35 anos, dos filhos dele Gabriela Duarte de Souza, 8, e Lucas Duarte de Souza, 12 e da pastora Jocelise Pereira, foram liberados por volta das 17h30 deste domingo(04) pelo IMOL( (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) de Campo Grande. O pastor e os filhos serão velados em Campo Grande, já o corpo da pastora está a caminho de Três Lagoas, para a realização do funeral - distante 338 quilômetros da Capital.

Conforme informações do pastor Eduardo Santos,em Campo Grande, o funeral do pastor Wanderson, Lucas e Gabriela começa às 18h. O endereço é na avenida Bandeirantes, número 226, no bairro Amambai, onde está localizada a capela da Pax Pró-vida.

Já o velório da pastora Jocelise será em Três Lagoas, a partir das 20h30, na capela da Pax Vida, localizada na avenida Rosário Congro, 203, no Centro da cidade.

Ainda segundo o pastor Eduardo, da igreja Internacional da Graça de Deus da Capital, todos estão muito abalados com o acidente. "É um abalo, algo que ninguém esperava, mas nós acreditamos e confiamos em Deus e temos certeza que ele conduz tudo da melhor maneira possível", disse.

Os fiéis estão se mobilizando para homenagear as quatro vítimas do acidente trágico que ocorreu na noite de ontem(03).

Preso - Roberto Benites de 35 anos, condutor do veiculo Pálio que causou o acidente que matou cinco pessoas na noite deste sábado(03) foi preso em flagrante pela Polícia Civil de Ribas do Rio Pardo. Ele está detido na delegacia e vai responder por homicídio doloso de cinco pessoas, além de lesão corporal das vítimas que sobreviveram e por e dirigir embriagado.

Conforme o delegado Tiago Marcedo, Benites foi preso na manhã de hoje, logo após receber alta do hospital. Ele confessou que passou o dia ingerindo bebida alcoólica com a esposa em Água Clara e no fim da tarde, pegou o veículo e dirigia rumo a Ribas do Rio Pardo. Antes disso, passaram em um bar e pegaram mais bebida. Na rodovia, ele disse que tentou fazer uma ultrapassagem, quando bateu de frente com o Sandero onde estavam cinco pessoas.

Cinco mortes - O acidente ocorreu na noite de ontem (3), no quilômetro 281 da BR-262, entre Ribas do Rio Pardo e Água Clara - distante cerca de 170 quilômetros de Campo Grande.

Após a colisão, os carros explodiram e três pessoas foram carbonizadas, entre elas Wanderson, outra pastora identificada como Jocelise Pereira e a mulher que estava no outro carro, esposa de Roberto.

Duas crianças também morreram, Gabriela Duarte de Souza, de 8 anos, e Lucas Duarte de Souza, de 12 anos, estavam no banco traseiro do Renault Sandero. Elas foram arremessadas para fora do veículo porque estavam sem cinto de segurança, conforme a PRF.

O carro era conduzido pela mãe das crianças Hellen Rolon de Souza Duarte, que conforme o pastor da igreja Internacional da Graça de Deus, Eduardo Santos, recebeu alta hoje pela manhã da Santa Casa, mas está em estado de choque.