Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 24 de Junho de 2024

Sidrolandia

mãe tenta encontrar os dois filhos que não vê há mais de 30 anos

Mulher diz que crianças foram levadas pelo pai para outra cidade. Ela tenta encontrar informações sobre os filhos por meio da Internet.

G1 MS

23 de Junho de 2012 - 11:53

Com a ajuda da internet, uma mãe tenta pôr fim em um drama que ela diz viver há mais de 30 anos. A auxiliar de serviços gerais Maria Lenildes dos Santos, de 56 anos, está em busca dos dois filhos que foram levados pelo pai após a separação do casal.

Na época ela morava em Rio Negro, a 163 km de Campo Grande, e os dois filhos, um menino de cinco, e uma menina de três anos, foram levados pelo pai deles que se mudou para outra cidade a trabalho. Atualmente, Maria Lenildes mora em Alcinópolis, a 387 km de Campo Grande.

A mulher conta que se casou aos 16 anos na cidade de Rio Negro e ficou cerca de dois anos e meio com o marido. Após a segunda gravidez, segundo ela, o casal decidiu que Maria passaria por uma cirurgia de para impedir futuras gestações. “Por causa de complicações na cirurgia eu quase morri, fiquei com a saúde debilitada e não consegui mais trabalhar”.

Segundo ela, o marido decidiu separar e trabalhar em São Gabriel do Oeste por causa dos problemas de saúde da mulher e pelos problemas financeiros que a família tinha. Maria afirma que ficou morando na casa de um irmão e não conseguia cuidar dos filhos. Por isso, deixou que o ex levasse as crianças. Primeiro o mais velho e pouco tempo depois o caçula.

A mulher conta que decidiu se mudar para Rio Verde de Mato Grosso depois de melhorar. Segundo ela, o marido chegou a levar os filhos de volta para Rio Negro, mas na época não ficou sabendo porque já não morava mais na cidade. Os filhos então ficaram com o pai de Maria, que não conseguiu entrar em contato com ela para avisar a respeito do retorno dos meninos.

Quando ela ficou sabendo, foi buscá-los em Rio Negro, mas o ex também teve a mesma ideia. “No dia em que eu cheguei na casa do meu pai para buscar os meus filhos ele também foi lá para pegar as crianças, houve briga e por medo eu entreguei as crianças”.

Como lembrança dos filhos ela guarda a certidão de nascimento e uma foto deles. “A última vez que eu vi os meus filhos foi na rodoviária de Coxim, o meu ex-marido estava indo para São Gabriel e eu voltando para Rio Verde. Desde então eu não tive mais nenhum contato com o ex-marido ou com os dois filhos”.

 

Maria conta que há dez anos trabalhava em um posto de saúde e uma pessoa ligou na unidade perguntando por ela. No entanto, a mulher conta que a pessoa pediu para falar com Lenildes, e como todos os colegas a conheciam como Maria, disseram que não havia funcionários com esse nome no local. Quando contaram para ela sobre o telefonema, ela deduziu que poderia ser o ex.

Nessa época, a família investigou de onde a ligação foi feita e descobriu que havia sido de Mundo Novo. Ela não conseguiu outras informações sobre o paradeiro dos filhos. "A última informação que eu tive, foi quando a minha neta encontrou uma notícia na Internet de um rapaz com o mesmo nome do meu filho em Lucas do Rio Verde (MT) e achamos que podia ser o meu filho".