Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 13 de Junho de 2024

Sidrolandia

Marina aponta ‘descontrole’ na segurança pública em São Paulo

Candidata do PV comentou ataques a coronel e quartel da Rota. Secretaria de Segurança Pública disse que não comentará assunto.

G1

02 de Agosto de 2010 - 16:43

A candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva, afirmou, nesta segunda-feira (02), que há “problemas de descontrole” na segurança pública no estado de São Paulo.

Ela deu as declarações ao ser questionada sobre os ataques ao tenente-coronel da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar), Paulo Telhada, e ao quartel da corporação na capital paulista.

“Eu tenho insistido que precisamos fazer uma reforma da segurança. Mesmo estados como São Paulo, que tem 20 anos do mesmo governo e é o estado mais rico da federação, paga um dos piores pisos para policiais. E temos problemas de descontrole com a segurança, como vimos aqui no estado de São Paulo”, afirmou.

Nesta segunda, o governador de São Paulo, Alberto Goldman, disse acreditar que os ataques são "uma ação muito limitada" e afirmou que não há motivo para preocupação. "Estamos tranquilos, a segurança está evidentemente cautelosa, com um cuidado maior, mas sem maior preocupação". A assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública disse que, por enquanto, não comentará o assunto.

Salários 'vergonhosos'

Marina defendeu uma reforma da segurança pública com parcerias entre governo federal e governos estaduais e mais investimentos. Para a candidata, os salários pagos na área são “vergonhosos”. Ela voltou a citar São Paulo e mencionou também o Rio de Janeiro como exemplo de estados com baixos salários para a categoria.

Ela disse que a segurança pública precisa ter a vida como “valor essencial” e defendeu que a responsabilidade de investigar não fique restrita à Polícia Civil, mas seja ampliada para a Polícia Militar.