Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 19 de Maio de 2024

Sidrolandia

Marina Silva diz que tiroteio no Rio mostra "descontrole" da segurança

Candidata comentou invasão de hotel por criminosos no Rio. Marina fez campanha em Guariba (SP) neste domingo (22).

G1

23 de Agosto de 2010 - 08:45

A candidata do PV à Presidência, Marina Silva, classificou a ação ocorrida no sábado (21) no Rio de Janeiro - na qual bandidos invadiram um hotel de luxo e fizeram reféns, após troca de tiros com policiais - como exemplo do descontrole da segurança pública no país.

"O que aconteceu no Rio de Janeiro é lamentável. Como é que 40 pessoas andam armadas na cidade? Isso é descontrole da segurança publica", afirmou Marina neste domingo (22), durante visita a Guariba (interior de SP).

A candidata defendeu a reforma do sistema de segurança pública no país, ancorada no pagamento de melhores salários e capacitação de policiais, bem como em ações de combate ao tráfico de drogas e de armas.

Marina chegou a elogiar as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) instaladas pelo governo do Rio nos morros para a repressão ao tráfico, mas chamou a ação de "embrionária".

"As UPPs são uma boa ideia, mas ainda não têm escala e o problema é que o os governos do estado e federal usam esse pequeno começo como solução", afirmou.

A candidata criticou ainda, sem citar nomes, adversários que defendem a criação de um Ministério da Segurança Pública em suas propostas de governo - a proposta é defendida por José Serra (PSDB). "Não adianta ministérios, puxadinhos, remendos, o que precisamos é de uma reforma."

Marina elogiou a estabilidade econômica do país, bem como políticas sociais como o Bolsa Família, as quais serão mantidas, segundo ela, caso seja eleita. "Mas se não olharmos para os erros, estaremos fadados a desconstruir os acertos; e os erros são muitos", disse Marina, que classificou saúde e a educação como de "péssima qualidade".