Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 22 de Fevereiro de 2024

Sidrolandia

Médicos que faltarem ao serviço serão demitidos, garante secretário de Saúde

Ele destacou que já flagrou dois profissionais faltando ao trabalho no posto de saúde do bairro Guanandi, conforme noticiado pelo Midiamax, e que eles foram demitidos

Midiamax

30 de Janeiro de 2013 - 09:00

O Secretário Municipal de Saúde, Ivandro Fonseca, garantiu que não vai tolerar a permanência de médicos que faltam aos plantões ou que saem antes de acabar o horário de serviço em Campo Grande.

Ele destacou que já flagrou dois profissionais faltando ao trabalho no posto de saúde do bairro Guanandi, conforme noticiado pelo Midiamax, e que eles foram demitidos. “Dos quatro médicos escalados para o plantão, dois estavam faltando e foram demitidos”.

Ivandro destaca que este tipo de profissional é minoria na rede pública de saúde. “Mesmo sendo poucos, eles devem ser excluídos. A população paga, e caro, pelo atendimento do SUS. Vamos demitir os profissionais não comprometidos com a população”, enfatizou.

Acostumados com irregularidades

O Secretário foi enfático ao avisar que a situação deve mudar em Campo Grande. “Cada caso é um caso, mas estamos em cima para regularizar esta situação. Temos uma comissão que está visitando sem avisar os postos, em todos os horários, para verificar se estão cumprindo a escala médica. Uma minoria estava acostumada com o sistema de irregularidades que sobrecarregava os médicos que cumpriam o plantão, então serão tomadas as devidas providências”.

Ricardo Ballock, secretário de Administração de Campo Grande, está estudando uma solução para o problema, de acordo com o secretário de Saúde. “É muito provável que se instalem pontos eletrônicos para monitorar a entrada e saída de médicos dos postos de saúde”.

 “Estamos fazendo isso pela população, que liga sempre reclamando da falta de médicos nos postos. É uma irregularidade que está instalada, mas que não vai permanecer”, garantiu.