Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 22 de Maio de 2024

Sidrolandia

Medidas provisórias perderão validade até 22 de setembro

As medidas provisórias (MPs) 487, 488 e 489 vão perder a validade até 22 de setembro

Jornal da Câmara

19 de Agosto de 2010 - 10:53

Segundo o líder do governo, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), os temas das propostas consideradas importantes pelo Executivo serão incluídos em outras MPs em tramitação na Casa ou serão reapresentados pelo Executivo na forma de projetos de lei.

Durante o esforço concentrado de 2002 também não houve votação. Já em 2006, os parlamentares só votaram na segunda semana de convocação.

A oposição não poupou críticas ao fato de nenhuma matéria ter sido votada neste esforço concentrado, semana em que os parlamentares suspendem a participação nas campanhas eleitorais em seus estados para se dedicar às atividades no Congresso Nacional.

“Se é para fazer de conta que [o deputado] vem para cá [a Brasília], é melhor não fazer nada”, disse o vice-líder do DEM, Onyx Lorenzoni (RS).

Vice-presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS) ressaltou que o trabalho parlamentar não se resume às votações e cabe ao presidente da Casa tentar estabelecer os acordos para votação.

“É um direito da oposição obstruir, como também é direito da base tentar votar. Quando não se tem um acordo, não se vota.”