Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 25 de Maio de 2024

Sidrolandia

Milho de verão pode ter menor área em 40 anos no país

Reuters

04 de Agosto de 2010 - 09:01

A área plantada na primeira safra de milho do Brasil em 2010/11 poderá cair para 7,64 milhões de hectares, o que seria o menor plantio dos últimos 40 anos, com o cereal perdendo espaço para a soja especialmente na região Sul do Brasil, afirmou a consultoria Céleres nesta segunda-feira.

A também chamada safra de verão, com plantio iniciado nos próximos meses, teria uma redução de área de 5,7 por cento ante a temporada passada, segundo a Céleres, que citou um cenário desfavorável de rentabilidade para os produtores.

Com uma produtividade média de 3,8 toneladas por hectare, o Brasil produziria 29,6 milhões de toneladas de milho no verão, recuo de 8,6 por cento na comparação com 2009/10, mas seguramente bem mais do que produziu no passado, uma vez que os rendimentos agrícolas saltaram nas últimas décadas.

"Com um cenário de preços desfavoráveis... os produtores no Sul do Brasil deverão migrar parte de áreas destinadas ao cultivo do milho para a soja na safra 2010/11", previu a Céleres, ressaltando que o maior recuo deverá ser no Rio Grande do Sul (-124,2 mil hectares), seguido pelo Paraná (-118,7 mil hectares).

Os dois Estados responderão por mais da metade da queda de área no país, que deverá perder 466 mil hectares cultivados com milho em relação a 09/10.

"Numa média ponderada, a margem operacional para a produção de milho verão seria negativa em 313 reais por hectare", afirmou a consultoria.

Essa situação evidência a dimensão da importância da safra de inverno no quadro de abastecimento de milho no Brasil, que atualmente conta com grandes estoques do grão.

Mesmo que de forma preliminar, a safrinha de milho 10/11 foi estimada pela Céleres em 21 milhões de toneladas, aumento de 8,7 por cento ante 09/10, com produtores deixando para plantar o cereal no inverno.