Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 21 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Ministro se reúne às 10 horas para tratar de conflito entre fazendeiros da Buriti

Na última segunda-feira venceu o prazo para que o Governo Federal manifestasse parecer em relação à compra de áreas para novas demarcações

Flávio Paes/Região News

07 de Agosto de 2013 - 09:34

O ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, convocou para esta quarta-feira (07) uma reunião para discutir alternativas para os conflitos de terra entre produtores e indígenas em Mato Grosso do Sul.

A reunião será às 10h, em Brasília, e terá participação do presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), Eduardo Riedel, os secretários de Estado de Produção e Turismo (Seprotur), Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, e de Justiça e Segurança (Sejusp), Wantuir Jacini, lideranças rurais, prefeitos e representantes do Ministério Público Estadual (MPE).

No convite para a reunião, o Ministério define genericamente a pauta como "discussão de alternativas para os conflitos fundiários que ocorrem no Estado". Na última segunda-feira venceu o prazo para que o Governo Federal manifestasse parecer em relação à compra de áreas para novas demarcações.

No dia 27 de junho foram formadas três comissões para avaliar a viabilidade da alternativa. Os grupos de trabalho ficaram responsáveis por definir áreas prioritárias a serem compradas, fazer avaliação dos valores monetários das áreas em questão e buscar o embasamento jurídico para efetuar a compra. "O trabalho foi feito, agora queremos ouvir do Governo Federal o encaminhamento da solução para a compra das áreas", adianta Eduardo Riedel.