Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 16 de Abril de 2024

Sidrolandia

Mistério cerca assassinato de empresário em Dourados

O delegado que investiga o caso, João Leite de Queiróz, afirma que não identificou nenhum suspeito que tenha envolvimento com a morte

Campo Grande News

09 de Junho de 2011 - 07:39

O assassinato do empresário Elzevir Padoin ainda é um mistério para a Polícia Civil de Dourados. Passados 45 dias do crime, ninguém ainda foi preso.

O delegado que investiga o caso, João Leite de Queiróz, afirma que não identificou nenhum suspeito que tenha envolvimento com a morte. Segundo ele, várias pessoas já prestaram depoimento desde o início das investigações.

O empresário foi morto por volta das 18 horas do dia 26 de abril, quando chegava a sua casa localizada na Rua Olinda Pires de Almeida, próximo a Rua Hayel Bon Faker, bairro BMH 3º Plano, região nobre de Dourados. Ele estava saindo do veículo Toyota Corolla, HTH 1818, e foi atingido por seis disparos, sendo que dois atingiram a cabeça de Elzevir, que morreu no local.

Ninguém presenciou o crime, fato que complica a identificação dos autores. A policia chegou a analisar as imagens do circuito interno de segurança de casas próximas ao local do homicídio, mas nada foi encontrado.

João Leite considera complexo este caso. Sem revelar maiores detalhes, disse que trabalha com várias linhas de investigação. “Estamos apurando os fatos. Trabalhamos com várias hipóteses. Estamos investigando todas as informações”, relatou.

Elzevir Padoin era réu no processo do caso conhecido como “Campina Verde”, nome dado pela Policia Federal à operação desencadeada em 2005 em alusão ao nome da cerealista acusada de encabeçar um esquema de sonegação de impostos.