Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 16 de Maio de 2021

Sidrolandia

Morador abandona guerra contra escorpiões e diz que vai se mudar

Denúncias foram feitas e problema continua

Midiamax

18 de Novembro de 2016 - 10:27

"Perdi a guerra e vou mudar de casa". Esta foi a decisão do morador que há sete anos luta para colocar fim aos escorpiões que, segundo ele, se abrigam em uma casa abandonada na Rua Joaquim Avelino Rezende, na Vila Rosa Pires, região nobre de Campo Grande.

Segundo as informações, a casa está abandonada há mais de sete anos. Em janeiro de 2016 o responsável pelo imóvel esteve no local para fazer um reparo, porém, não retornou. O morador, que prefere não se identificar, diz que registrou várias reclamações na Prefeitura e no CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), mas nenhuma medida foi adotada até a manhã desta sexta-feira (18).

"Eu vou ter de me mudar por causa disso. Tenho criança em casa. Eu e minha família vivemos preocupados com isso. Encontramos mais de 10 escorpiões. Já liguei em vários setores da Prefeitura. Falei n o CCZ e nada, ninguém resolve. O jeito é mudar", lamenta.

Com menos intensidade, outros moradores relatam terem vivenciado o problema. Laís Figueiredo, de 45 anos, mora há três anos na região e já encontrou escorpião em casa. "Eu já encontrei e chamei o CCZ, mas ninguém apareceu. Matei e joguei fora. Tomo todos os cuidados para que isso não aconteça novamente porque uma agente comunitária de saúde me avisou que um vizinho encontrou um escorpião dentro da piscina", relata.