Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 4 de Março de 2024

Sidrolandia

Moradores de Nova Andradina reclamam de pneus deixados no pátio do CCZ

Pneus antigos são armazenados em um pátio ao lado do CCZ e, sem proteção, acumulam água das chuvas

Nova News

11 de Janeiro de 2013 - 07:19

Foto: Acácio GomesMoradores próximos ao Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) procuraram a reportagem do Nova News para expor uma queixa que preocupa a população da região dos bairros Vila Beatriz e Pia Cobra. Pneus antigos são armazenados em um pátio ao lado do CCZ e, sem proteção, acumulam água das chuvas.

Moradores temem a proliferação do mosquito da dengue, visto que o verão deixa o clima propício à reprodução do mosquito e faz com que a época contabilize maior incidência da doença. No local, foi constatada a existência de um barracão destinado à estocagem dos pneus, porém, como a demanda é grande, centenas deles são armazenados sem qualquer tipo de proteção e muitos apresentavam acúmulo de quantidades consideráveis de água.

O biólogo do CCZ, Jhoy Alves Leite, explicou que os pneus são oriundos de lojas revendedoras e borracharias do município, e são encaminhados para lá a fim de que o material seja recolhido por uma empresa de Campo Grande, que atua no ramo de reciclagem e recuperação de produtos de borracha.

Leite explicou que periodicamente a empresa realizava o recolhimento do produto, porém, há cerca de três meses, o serviço foi suspenso devido a uma ordem judicial expedida pelo Ministério Público de Campo Grande, que teria notificado os responsáveis da indústria pelo suposto armazenamento incorreto dos pneus na Capital.

"Com a interrupção na coleta, o acúmulo deste tipo de material é inevitável e não possuímos espaço físico adequado para armazená-lo.", complementou o biologo. Conforme o profissional, os responsáveis pelo CCZ realizam periodicamente a aplicação de inseticida para evitar que o local se torne foco de criação do mosquito da dengue e outros insetos.

"Tomamos todos os cuidados necessários. Pulverizamos inseticida e fazemos verificações constantes para nos certificar de que a situação esteja sob controle e não ofereça riscos à população", disse ele, ao citar o trabalho desenvolvido pelo coordenador municipal de controle de vetores, Marcelo Barbosa.

A equipe do CCZ alerta que a população deve estar atenta com relação a seus quintais, para evitar que o mosquito encontre locais propícios à sua reprodução. Levantamento realizado pelo órgão aponta que somente nestes primeiros dias de 2013, cerca de 30 casos suspeitos de dengue já foram notificados em Nova Andradina.

Os dados apontam que os locais com maior incidência de registros são os bairros São Vicente e Vila Operária. Equipes da Secretaria Municipal de Saúde foram designadas para visitar estas localidades com objetivo de combater possíveis focos e orientar a população.