Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 23 de Junho de 2024

Sidrolandia

Mortes no trânsito devem cair de 20% a 30% neste ano, diz Ciptran

Em compensação com aumento da fiscalização, mais multas serão aplicadas

Campo Grande News

24 de Agosto de 2012 - 16:00

As mortes no trânsito da Capital devem cair de 20% a 30%, em relação a 2011, prevê o relatório divulgado hoje (23) pela Ciptran (Companhia Independente de Policiamento de Trânsito). Mas para isso, as autuações irão aumentar consideravelmente, pois em 2012 estão sendo intensificadas as blitzes, segundo a unidade.

No ano passado, 132 pessoas morreram no trânsito da Capital, neste ano, até o momento, foram 72 mrtes. São calculadas as vítimas decorrentes de acidente nos locais onde ocorrem e até 30 dias depois nos hospitais.

Foram registrados 4.473 casos de motoristas e motociclistas não habilitados. Somente até agosto deste ano já foram mais de 3 mil. “Este ano devemos alcançar os 6 mil na Capital, aumentamos nossa fiscalização e a frota e número de pessoas sem CNH aumenta cada vez mais”, comenta o comandante da Ciptran, tenente-coronel Alírio Villasanti.

Até este mês foram registradas 21,360 autos de infração, os casos mais frenquentes, dirigir ou pilotar sem habilitação, documentação irregular e avançar o sinal vermelho.

Segundo o coronel, a expectativa sempre é diminuir as mortes no trânsito, as campanhas de educação e fiscalização têm colaborado. Apesar disso a expectativa é de que o número de acidentes praticamente se iguale.

“A frota de veículos aumenta consideravelmente na Capital, com isso os acidentes, mas se igualar o número ou passar um pouco não é sinônimo de um resultado ruim, afinal vamos ter muito mais carros rodando”, prevê Villasanti.

As motos lideram as remoções, com quase 2.800 apreendidas e encaminhadas ao pátio do Detran. Mais de 1.200 carros foram removidos, ultrapassando 4 mil veículos apreendidos. Em 2011 foram 6 mil.

Mais da metade dos autos relacionados à alcoolemia neste ano são de condutores que se negaram a fazer o teste do bafômetro, 332 no até este mês. Vale lembrar ao condutor que não realização do teste não impede que ele responda na esfera administrativa, neste caso, o motorista tem a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) recolhida, recebe multa de R$ 980,00 e pode, inclusive, ser encaminhado à delegacia.

Passeata - A Ciptran irá promover no próximo dia 30 uma passeata com estudantes de escolas públicas e particulares visando a educação no trânsito. No ano passado mais de 10 mil pessoas participaram, o tenente-coronel Villasanti espera reunir 12 mil pessoas neste ano.