Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 29 de Maio de 2024

Sidrolandia

MS comemora avanço na preservação e tombamento do patrimônio cultural

O Banho de São João de Corumbá, a Cerâmica Terena e recentemente a Roda de Tereré são alguns dos patrimônios imateriais protegidos pelo Estado.

Noticias MS

17 de Agosto de 2010 - 10:11

Hoje (17), é comemorado o Dia do Patrimônio Histórico Nacional e Mato Grosso do Sul comemora um grande avanço na preservação e tombamento do patrimônio cultural do Estado. O Banho de São João de Corumbá, a Cerâmica Terena e recentemente a Roda de Tereré são alguns dos patrimônios imateriais protegidos pelo Estado. “ Além de preservar a memória do nosso Estado, temos uma referência da nossa identidade e da nossa cultura” revela a superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) Maria Margareth Escobar Ribas Lima./>

Manifestações ditas “imateriais” abrangem práticas, representações, expressões, conhecimentos e técnicas, além de instrumentos, objetos, artefatos e lugares que lhes são associados , e as comunidades ou grupos que se reconhecem como parte integrante de seu patrimônio cultural.

De acordo com a Superintendente do Iphan, Maria Margareth Escobar Ribas Lima, hoje há um reconhecimento maior das pessoas sobre os patrimônios históricos culturais do Estado “ Hoje, as pessoas reconhecem e pedem o tombamento do patrimônio imaterial do São João. Esse interesse, veio de políticas públicas estaduais e municipais que alavancam essa discussão”, afirma a superintendente.

Segundo Margateth, além de promover o reconhecimento dos sul-mato-grossenses, o Patrimônio Histórico Cultural do Estado, que esse ano já preservou três bens, aumenta a fonte de renda do turismo das cidades “ Com esses patrimônios , estamos fazendo a preservação da nossa cultura e consequentemente do turismo do Estado” revela a superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). />

Recentemente, a tradição do Banho de São João na Cidade Branca foi registrada como Bem Imaterial de Mato Grosso do Sul sendo inscrita no Livro de Registro das Celebrações. O Estado tem ainda registrada a “Cerâmica Terena”, no Livro dos Saberes, desde novembro de 2009. De acordo com a superintendente , o processo de registro está devidamente instituído e atende as orientações gerais do Iphan “A partir da oficialização do registro, Estado e Prefeitura podem desenvolver, em parceria, um Plano de Salvaguarda, para preservar esse bem cultural”, explica.

Tereré

O “Tereré de Ponta Por㔠vai se tornar Bem do Patrimônio Imaterial de Mato Grosso do Sul. A bebida de consumo comum em todo o Estado e que tem relação histórica com a cidade fronteiriça em função do ciclo da erva-mate está prestes a ganhar o status de bem cultural. O Conselho Estadual de Cultura (CEC/MS) deu parecer favorável e cumpriu a formalização de publicar essa decisão em Diário Oficial. A publicação foi feita neste mês de agosto.

Em Mato Grosso do Sul, com o passar dos anos, o tereré se tornou bebida típica de Mato Grosso do Sul, transmitido entre as gerações, com uma tradição de consumo que elimina as diferenças sociais, promove a interação cultural, propicia o diálogo nas “rodas de tereré”.

Painel Patrimônio de Mato Grosso do Sul

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), promove hoje (16) às 19 horas um evento alusivo ao Dia do Patrimônio Histórico Nacional, comemorado amanhã (17). O evento que terá a discussão sobre a temática de Patrimônio Cultural do Estado, será aberto ao público e acontece no auditório do MIS - Avenida Fernando Correa do Costa, 559, Centro, terceiro andar.

Outras informações podem ser obtidas na Gerência de Patrimônio Histórico e Cultural da Fundação de Cultura do Estado pelos telefones 3316-91-64 ou 3316-91-65 ou 8408-5153.