Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 22 de Janeiro de 2022

Sidrolandia

MS se apresentou como destaque na produção de cana em evento nacional

MS recebeu a terceira Abertura Nacional de Safra, a primeira foi realizada no Paraná e a segunda em Goiás

Assessoria

19 de Abril de 2011 - 07:41

Produzindo quatro vezes a quantidade de etanol que consome e líder no crescimento da produção de cana-de-açúcar, Mato Grosso do Sul vem se destacando no cenário nacional quando o assunto é bioenergia. Prova disso é que o Estado recebeu na semana passada a Abertura Nacional da Safra de Cana, realizada na Usina Santa Luzia, da ETH, em Nova Alvorada do Sul. Com a presença de representantes do setor e autoridades políticas, o evento foi marcado pelo otimismo e busca de soluções para ampliar a produção para atender as demandas nacionais e internacionais.

Com direito a brinde com caldo de cana, o setor selou o início da safra que deve iniciar a queda nos preços do etanol. Reforçando a questão de que é possível produzir cana sem afetar a produção de alimentos, o presidente da Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul (Biosul), Roberto Hollanda, afirmou que o setor quer produzir mantendo as principais características do Estado, a de produtor de alimentos e de dono de um grande patrimônio ecológico. “Em breve estaremos em saudável disputa com os outros estados do Centro-Sul do País na busca por um segundo lugar na produção de cana”, destacou.

O presidente do Fórum Nacional Sucroenergético, Luiz Custódio Cotta Martins, expôs durante o evento as circunstâncias que levaram a alta de preços e destacou ações do setor nesse sentido. “Estamos em uma entressafra que sofreu os abalos da crise de 2008 e de eventos climáticos que atrapalharam a produção. Agora vamos nos unir para discutir soluções e apresenta-las ao Governo”, resumiu.

MS recebeu a terceira Abertura Nacional de Safra, a primeira foi realizada no Paraná e a segunda em Goiás. As discussões giraram em torno das demandas que um mundo pós-petróleo deve gerar, ressaltando a importância que os biocombustíveis tem conquistado nos últimos anos. O governador do Estado, André Puccinelli, apontou que o setor da cana irá dinamizar o PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro. “Tenho certeza de que o Brasil irá ocupar lugar de destaque no cenário mundial como o detentor da melhor tecnologia de produção de etanol no mundo”, finalizou.