Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 18 de Junho de 2024

Sidrolandia

Mulher que teve diagnóstico fatal pela 2ª vez morre, mas família mantém ato

Maria relatou que Thayla não resistiu à doença e às 14h50 faleceu no Hospital Regional Rosa Pedrossian

Campo Grande News

20 de Novembro de 2014 - 15:51

Morreu na tarde de terça-feira (18) a bacharela em direito Thayla Aguilera Cáceres, 25 anos, que sofria há oito meses com leucemia. De acordo com a mãe da jovem, Maria Carmen Aguilera, 47, o quadro clínico dela decaiu após uma médica afirmar, pela 2ª vez, que ela teria cinco dias para morrer.

Maria relatou que Thayla não resistiu à doença e às 14h50 faleceu no Hospital Regional Rosa Pedrossian. Ela foi enterrada na tarde de ontem (19) no cemitério Santo Amaro.

Mesmo com a morte da filha, Maria afirmou que a manifestação irá acontecer no sábado. “A gente tem a intenção de fazer isso, para que outras pessoas não passem a mesma situação”, comentou.

Até agora, 80 pessoas confirmaram a presença na manifestação, que acontece neste sábado (22) na Praça Ary Coelho, às 11h.

O caso gerou polêmica porque envolve a ética médica e o diagnóstico de que o paciente vai morrer.