Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 25 de Maio de 2024

Sidrolandia

"Ninguém vai me inibir", afirma presidente do TRE-SE após atentado

Desembargador que teve carro metralhado atribui atentado a tiros à sua atuação como magistrado e promotor de Justiça; baleado de raspão, ele recebeu alta e passa bem

Abril

19 de Agosto de 2010 - 08:22

O desembargador Luiz Antônio Araújo Mendonça, presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE) disse em entrevista à TV Globo que não vai se retrair após o atentado que sofreu na manha desta quarta-feira (18) em Aracaju. Mendonça levou um tiro de raspão no ombro quando seu carro foi metralhado.

“Ninguém vai me inibir com esse tipo de ação, vai sentir-se, ao contrário, cada vez mais acovardado”, afirmou o desembargador antes de receber alta do hospital na quarta à noite.

Mendonça disse que não conseguiu ver os três autores do atentado, pois estavam todos encapuzados. O ataque aconteceu quando ele seguia para o
trabalho em um carro do tribunal, dirigido por um policial militar. Os criminosos dispararam mais de 30 tiros. Mendonça contou que reagiu. “Senão eles teriam me matado. Quando eles se deslocaram para ultimar aquela ação deles, eu tive que dar uma resposta. E na resposta eles correram, o que demonstra que eles são covardes”

O presidente do TRE-SE disse que descarta motivação eleitoral para o crime. “Eu atribuo (o atentado) naturalmente àqueles que sentiram-se e sentir-se-ão incomodados com a minha atuação como magistrado, como promotor de Justiça”.

Baleado na cabeça, o motorista do desembargador está em coma, respira por aparelhos e seu quadro é considerado muito grave.