Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 16 de Abril de 2024

Sidrolandia

Nova Andradina: Trabalhadores cruzam os braços por melhores condições

Os funcionários pedem o pagamento do piso salarial da classe de R$ 750, aumento da periculosidade em 45% e novos materiais de trabalho

Nova News

10 de Junho de 2011 - 15:00

Funcionários da Engelmig de Dourados iniciaram nesta quinta-feira uma paralisação por melhores condições de trabalho.

A greve também atinge os municípios da região do Vale do Ivinhema, onde a empresa, que presta serviços a uma distribuidora de energia elétrica, emprega 16 pessoas.

Os funcionários pedem o pagamento do piso salarial da classe de R$ 750, aumento da periculosidade em 45% e novos materiais de trabalho. “Fazemos um serviço de risco e nos oferecem um material já desgastado”, diz um dos trabalhadores.

De acordo com eles, a empresa foi comunicada das reivindicações há seis meses. No entanto, a contraproposta enviada pela Engelmig foi rejeitada pela classe.

Uma assembleia geral deverá ser realizada pelo sindicato da categoria às 17h em Dourados para discutir os rumos da paralisação.