Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 14 de Junho de 2024

Sidrolandia

OAB decide suspender advogado preso por pedofilia

Em depoimento à polícia, Amorin confessou o crime de pedofilia e justificou que está apaixonado pela menina de 13 anos, uma das que aparecem nas imagens.

Campo Grande News

24 de Agosto de 2010 - 13:52

O Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional de Mato Grosso do Sul, suspendeu dois advogados por “atos que não condizem com atitudes de advogado”.

Um dos casos é de profissional de Dourados, preso em novembro do ano passado sob acusação de pedofilia.

Na casa do advogado Antônio Paulo de Amorin, de 53 anos, foram apreendidos CDs e VHs com cenas de sexo com crianças.

Em depoimento à polícia, Amorin confessou o crime de pedofilia e justificou que está apaixonado pela menina de 13 anos, uma das que aparecem nas imagens.

De acordo com inquérito, Antônio confirmou que há 10 anos sentia desejos por adolescentes e desde de 2008 tem relações sexuais com a menina de 13 anos.
O outro advogado punido pelo Tribunal de Ética é de Campo Grande, que já havia sido suspenso por “outras cinco vezes por não cumprir obrigações advocatícias, se tornando fato notório entre a classe forense”, justifica a OAB, mas sem a identificação do profissional punido ous detalhes sobre a infração cometida por ele.