Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 3 de Dezembro de 2020

Sidrolandia

Parceria entre Governo e Caixa soma mais de R$ 6 bilhões de investimentos em MS

O balanço apresentado pelo Caixa apontou que no setor da habitação, Mato Grosso do Sul recebeu R$ 1.940.027.718,61 de investimentos.

Notícias MS

09 de Janeiro de 2014 - 08:56

A Superintendência Regional da Caixa Econômica Federal (CEF) apresentou um balanço do ano de 2013 em Mato Grosso do Sul, resultado principalmente da parceria entre a instituição e o Governo do Estado. Ao todo foram R$ 6.163.369.633,76 investidos em habitação, infraestrutura, saneamento, crédito para famílias e micro e pequenas empresas e programas sociais e ainda o pagamento de benefícios aos trabalhadores.

A área de moradias teve desempenho destacado. Segundo o superintendente regional da Caixa, Paulo Antunes de Siqueira, uma pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) colocou Mato Grosso do Sul em 1º lugar no cenário nacional em nível de satisfação dos moradores no Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV). “Nosso Estado recebeu a nota 9,8, o que comprova que a parceria com o Governo do Estado é realmente bem sucedida”, concluiu.

Ainda segundo Siqueira, o Estado também tem sido destaque nacional na atuação do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), com um dos melhores desempenhos no país no total de obras executadas, medidas e pagas.

O balanço apresentado pelo Caixa apontou que no setor da habitação, Mato Grosso do Sul recebeu R$ 1.940.027.718,61 de investimentos. Em infraestrutura e saneamento foram R$ 242.317.066,67, em crédito para famílias e micro e pequenas empresas R$ 2.064.830.181,82 e em programas sociais e benefícios para trabalhadores o montante chegou a R$ 1.916.194.666,67.

Marca histórica

Após a divulgação dos dados do PMCMV no fim de 2013 o nível de satisfação alcançado por Mato Grosso do Sul foi destacado pelo ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, que definiu a média como resultado do comprometimento do programa e seus gestores, nas esferas federal e estadual. “O programa está seguindo a diretriz que é proporcionar inserção de famílias de baixa renda no cenário em desenvolvimento do país”, citou ele.

Segundo o secretário estadual de Habitação e das Cidades, Carlos Marun, a pesquisa revelou que o investimento em habitação para quem realmente precisa de um teto gera a valorização do bem recebido pelo beneficiado. “A nota atribuída pelo nosso mutuário à moradia demonstra que o governo do Estado promove uma política habitacional bem sucedida, onde a seleção dos beneficiados baseia-se em critérios do Conselho Estadual das Cidades e da Caixa”, completou.

MS Forte 2

Em sete anos o governo do Estado tem garantido moradia digna para famílias que vivem na área urbana, para o homem do campo, comunidades indígenas e quilombolas em todo Mato Grosso do Sul. A meta do programa habitacional até dezembro de 2014, ao final da segunda gestão do governador André Puccinelli, é atingir a construção de 70 mil casas em todos os 79 municípios – ou uma moradia por hora, marca histórica.

Os recursos federais e estaduais aplicados chegarão a R$ 2 bilhões, em oito anos, beneficiando mais de 280 mil pessoas e gerando 40 mil postos de trabalho na construção civil. O MS Forte 2, programa lançado em agosto do ano passado, com investimentos de R$ 3,6 bilhões em obras e ações, vai continuar realizando o sonho da casa própria para mais 10 mil famílias com a construção de novas moradias.